Thiago Camilo/Lucas di Grassi fica sem pontos na última volta

Mesmo com um carro que vibrava muito e andava pouco, Lucas di Grassi, convidado de Thiago Camilo na Corrida de Duplas da Stock Car, conseguiu manter o Chevrolet número 21 da Ipiranga RCM na zona de pontuação – apenas os seis primeiros – até a última volta da prova que abriu a temporada da Stock Car. Mas a menos de um minuto de receber a bandeirada, o pneu dianteiro esquerdo estourou e di Grassi só pôde controlar o carro para receber a bandeira quadriculada em 15º.

A Thiago Camilo, que com o parceiro andou muito forte durante todo o fim de semana, largou em terceiro e fez a volta mais rápida da corrida (1min20s401), restou o consolo de saber que terá um carro competitivo para brigar pelo título de 2016. “Desde o início o carro estava com um problema de vibração, que depois detectamos ser do assoalho. Isso foi piorando, afetou a dirigibilidade e desgastou o pneu. Mas enquanto o carro estava inteiro, pude ter certeza de que teremos equipamento para um ano muito competitivo”, disse Camilo, que assumiu a segunda colocação na largada, resistiu às tentativas de ultrapassagem de Allam Khodair e Marcos Gomes na primeira metade de prova, e entrou em segundo para o pit stop de troca de piloto, reabastecimento e troca de pneus.

di Grassi voltou do pit stop em quarto lugar – aparentemente a Ipiranga RCM botou um ou dois litros de combustível a mais que os concorrentes e perdeu um pouco de tempo -, e resistiu enquanto pôde.

Galid Osman, companheiro de Camilo na Ipiranga RCM, largou em 16º, levou um toque que desequilibrou seu carro logo na primeira volta, e entregou o carro ao companheiro Damian Fineschi em 19º. “O carro levou uma pancada, foi piorando e ficou quase sem freios na frente. No pit stop passamos o freio para trás, eu praticamente não usei o botão de ultrapassagem e o Damian pôde fazer uma prova um pouco melhor”, explicou Galid. “Passei vários carros e me diverti muito nessa experiência com a Stock Car. Pena que o problema no início fez que não pudéssemos brigar por pontos”, disse o argentino.