Rafael Suzuki faz balanço positivo de sua melhor temporada na Stock Car

Apesar de ter ficado fora dos pontos na etapa de Interlagos, piloto ressalta 16º lugar no campeonato, pódio, além de vários Top-10 e Top-15 ao longo de 2018. O companheiro Ricardo Sperafico levou toque na largada e também não pontuou neste domingo

O resultado final da 12ª etapa da temporada 2018 da Stock Car, neste domingo (dia 9), em Interlagos (SP), não foi o esperado, mas o balanço do ano da equipe Bardahl Hot Car foi positivo. O paulista Rafael Suzuki encerrou o campeonato com sua melhor posição em cinco anos na principal categoria do automobilismo nacional, ficando em 16º lugar, com 61 pontos. Ao longo do ano foram sete Top-10 e seis Top-15, incluindo o pódio na etapa de Cascavel (PR), quando o piloto foi terceiro.

Neste domingo, Suzuki e o companheiro Ricardo Sperafico acabaram não marcando pontos. Suzuki realizou uma boa largada, ganhou várias posições, mas terminou em 25º. Já Sperafico, que partiu de 13º lugar, levou um toque e perdeu muitas colocações, finalizando a corrida em 22º.

O pole position Ricardo Zonta foi o vencedor da última etapa do ano e teve outros paranaenses ao seu lado no pódio, com Júlio Campos em segundo e Gabriel Casagrande em terceiro. O paulista Daniel Serra chegou em quarto lugar e garantiu o bicampeonato da Stock Car.

Suzuki, que no classificatório de sábado (8) foi prejudicado pela chuva e largou em 28º, lamentou não ter marcado pontos, mas fez um balanço positivo de sua primeira temporada no time de Amadeu Rodrigues.

“Não foi o que a gente queria. Até consegui fazer uma boa largada. Me posicionei bem, com o pessoal que estava rápido, mas não conseguimos ter o ritmo que gostaríamos e isso prejudicou um pouco o resultado final”, comentou Suzuki.

“Não é legal fechar o ano deste jeito, mas fica o balanço geral, principalmente o pódio e os Top-10 que fizemos. Tivemos altos e baixos, mas é normal. É um começo de trabalho e agora é entender, analisar para que a gente consiga fazer corridas mais consistentes no futuro”, continuou o piloto do Stock #8.

“Saio satisfeito do ano, mesmo não pontuando não caímos muito no campeonato. O objetivo inicial era o Top-15, ficamos em 16º, então foi muito perto. Agora é levantar a cabeça, tirar um pouco de férias e continuar trabalhando”, afirmou.

“É minha melhor posição final no campeonato, mas foi um ano que chegamos a estar entre os 10 no início da disputa. Sempre estivemos da metade pra frente. Então, isso é positivo”, completou Suzuki.

Já Sperafico, que fez as últimas quatro corridas do ano, ficou feliz por voltar à categoria, mas esperava mais da prova final de 2018. “Nós tínhamos a expectativa de terminar entre os 10 ou 15 primeiros na corrida e fui até cauteloso na largada. Mas recebi um toque e saí da pista. Até voltar, já que eu estava numa linha perigosa, acabei perdendo quase todas as posições”, contou.

“Não consegui passar ileso na primeira curva e isso basicamente acabou com a minha corrida. Era uma corrida curta, não dá pra mexer em estratégia e acabamos fora dos pontos”, finalizou o paranaense do Stock #20.

Comandada por Amadeu Rodrigues, a equipe Bardahl Hot Car fez nesta etapa uma homenagem ao presidente da Promax Bardahl, Roberto Galvão, falecido no mês passado. Os carros de Suzuki e Sperafico levaram a frase “Pra Sempre Roberto Galvão” em suas testeiras. A Vicar, organizadora da Stock Car, também realizou uma homenagem antes da largada da prova, dedicando o tradicional “Ligar Motores” ao empresário que tanto apoiou o esporte a motor nacional.

Veja o resultado em Interlagos:
1. 10 Ricardo Zonta (Shell V-Power) – 25 voltas em 41min51s513 (154,4 km/h)
2. 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) – a 4s414
3. 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) – a 5s894
4. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC) – a 15s670
5. 88 Felipe Fraga (Cimed Chevrolet Racing) – a 16s271
6. 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) – a 16s359
7. 80 Marcos Gomes (Cimed Chevrolet Racing Team) – a 16s587
8. 1 Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi Racing) – a 19s415
9. 51 Átila Abreu (Shell V-Power) – a 19s725
10. 544 Gaetano di Mauro (Hero Motorsport) – a 20s519
11. 65 Max Wilson (Eurofarma RC) – a 20s989
12. 70 Diego Nunes (Full Time Bassani) – a 21s413
13. 44 Bruno Baptista (Hero Motorsport) – a 24s118
14. 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing) – a 24s403
15. 12 Lucas Foresti (Cimed Chevrolet Racing Team) – a 24s915
16. 18 Allam Khodair (Blau Motorsport) – a 32s977
17. 3 Bia Figueiredo (Ipiranga Racing) – a 34s303
18. 30 Cesar Ramos (Blau Motorsport) – a 37s816
19. 5 Denis Navarro (Cavaleiro Sports) – a 39s514
20. 33 Nelson Piquet Jr (Full Time Bassani) – a 1min06s954
21. 31 Willian Starostik (KTF Sports) – a 1min18s549
22. 20 Ricardo Sperafico (Bardahl Hot Car) – a 1 volta
23. 90 Ricardo Maurício (Full Time Sports) – a 1 volta
24. 11 Lucas di Grassi (Hero Motorsport) – a 1 volta
25. 8 Rafael Suzuki (Bardahl Hot Car) – a 1 volta
26. 77 Valdeno Brito (Eisenbahn Racing Team) – a 1 volta
NÃO COMPLETARAM
27. 9 Guga Lima (Vogel Motorsport) – a 8 voltas
28. 28 Galid Osman (Cavaleiro Sports) – a 8 voltas
29. 110 Felipe Lapenna (Cavaleiro Contuflex) – a 10 voltas
30. 0 Cacá Bueno (Cimed Chevrolet Racing) – a 18 voltas
31. 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) – a 24 voltas
MELHOR VOLTA: Marcos Gomes, 1min37s098 (média de 159,7 km/h)

Os Melhores na Classificação Final do Campeonato:
1- Daniel Serra – 338 pontos
2- Felipe Fraga – 310
3- Julio Campos – 252
4- Rubens Barrichello – 242
5- Max Wilson – 210
6- Átila Abreu – 208
7- Marcos Gomes – 202
8- Ricardo Zonta – 184
9- Cacá Bueno – 172
10- Gabriel Casagrande – 155
16 – Rafael Suzuki – 61

 

Veja alguns vídeos do nosso Canal no Youtube. Confira:

 

Victor Berto visita a “Dream Racing” em Las Vegas e pilota uma Maserati GranTurismo Sport e uma Ferrari F430 Scuderia no “Las Vegas Motor Speedway”, que recebe etapas da NASCAR em seu oval. Confira o vídeo:

 

Documentário Fórmula E  OFF THE GRID #3 – “Seria estúpido não aproveitar isso”, com Andre Lotterer (Legendas em PT-BR)

 

Victor Berto, direto de Las Vegas, te leva para um passeio a bordo da LAMBORGHINI HURACAN LP610-4, uma MERCEDES AMG GTS V8 e uma MCLAREN 570S, 250 km/h em Lake Mead. Confira o vídeo: