Quebra de motor acaba com domingo de Thiago Camilo em Santa Cruz do Sul

Vindo de três vitórias consecutivas, Thiago Camilo largou na segunda posição na corrida que abriu a quinta etapa da temporada 2019 da Stock Car, hoje, em Santa Cruz do Sul. Liderando o campeonato com dez pontos de vantagem sobre Daniel Serra, que largava em terceiro, tudo o que o piloto da Ipiranga Racing queria era controlar os adversários, preservar pneus e pontuar bem nas duas corridas da rodada, para voltar para casa na liderança.

O motor quebrado na quinta volta da corrida principal estragou o domingo de Thiago Camilo, que sequer disputou a segunda corrida e caiu para quinto lugar no campeonato. Julio Campos largou na pole position e venceu a corrida principal, com Daniel Serra e Átila Abreu completando o pódio. Camilo largou por fora e chegou a botar o carro lado a lado com Julio Campos, mas acabou ultrapassado por Serrinha e caiu para terceiro.

“Não forcei na largada e vinha fazendo uma corrida tranquila, mantando contato com os dois primeiros e controlando quem vinha atrás. Na quinta volta acionei o botão de ultrapassagem e o motor quebrou. Fazer zero ponto em uma rodada dupla é terrível, mas ainda tem muito campeonato pela frente e temos carro para reagir. Larguei na primeira fila nessas cinco primeiras etapas, sendo que nas quatro primeira fui pole position, a equipe está fazendo um trabalho fantástico e vamos continuar batalhando, agora com mais vontade ainda para recuperar os pontos perdidos aqui”, disse Camilo.

Julio Campos, com a vitória na corrida principal (30 pontos) em um sexto lugar na corrida 2 (15 pontos), foi o maior pontuador da etapa, com 45. Ricardo Mauricio venceu a segunda corrida. Denis Navarro e Nelsinho Piquet completaram o pódio.

Acidente acaba com chance de primeiro pódio de Bia Figueiredo

Vindo de um quarto lugar na corrida 2 da última etapa, em Londrina, Bia Figueiredo chegou a Santa Cruz do Sul com o objetivo de subir pela primeira ao pódio na Stock Car cada vez mais próximo. Com problemas de velocidade em reta no sábado, classificou na 23ª posição e preferiu largar dos boxes na corrida principal, fazer um longo reabastecimento, trocar os quatro pneus e preservar o carro para a corrida 2.

Seis pilotos adotaram essa estratégia, e dois deles – Denis Navarro em segundo e Guga Lima em quarto – ficaram entre os primeiros na corrida 2. Bia foi atingida pelo carro de Cesar Ramos quando este estava sendo ultrapassado por Guga Lima. O toque quebrou a suspensão dianteira direita do carro de Bia, que saiu da pista e atingiu a barreira de pneus.

“Sem dúvida essa era uma das corridas com maior chance de pódio na minha carreira da Stock Car. O Cesinha estava com o carro bastante avariado e quando fui passá-lo acho que ele não me viu e bateu. É uma pena, mas vamos para a próxima, em Campo Grande, mantendo o foco no pódio”.

 

Receba as notícias da F1Mania pelo WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/F9GwK1YT4yACqHsym6pqu8

 

Confira os últimos vídeos do canal da F1MANIA no YouTube – ePRIX de NOVA YORK corrida 2 | Melhores momentos | Fórmula E 2018/19 – 13ª etapa:

 

ePRIX de NOVA YORK corrida 1 | Melhores momentos | Fórmula E 2018/19 – 12ª etapa:

 

LUCAS DI GRASSI comenta 3º lugar na temporada 2018/19 da FÓRMULA E:

 

GP DO BRASIL 2020 será realizado no RIO DE JANEIRO, diz JAIR BOLSONARO:

 

Vídeo mostra o traçado do novo AUTÓDROMO de DEODORO no RIO DE JANEIRO

 

FÉRIAS F1MANIA | Pilotamos uma FERRARI 488 GTB no SPEEDVEGAS: