Barrichello vence pela quarta vez em 2019 e quebra tabu no Velopark

Piloto conquista a primeira vitória na pista gaúcha, circuito onde a Mobil Full Time Sports também nunca havia subido ao lugar mais alto do pódio

Mais um fim de semana de muita emoção para Rubens Barrichello na Stock Car. O piloto da Mobil Full Time Sports venceu neste domingo (dia 15) a corrida 2 da oitava etapa da temporada 2019 no circuito do Velopark, em Nova Santa Rita (RS). Na primeira prova, Barrichello foi o sétimo colocado e somou o total de 38 pontos na etapa, ocupando agora a quarta colocação no campeonato.

Depois de enfrentar problemas nos treinos livres de sexta-feira (13), principalmente com os freios do Stock Car #111, o piloto conseguiu se recuperar na tomada de tempos, ficando bem próximo do Q3.

Largando em sétimo, Barrichello chegou a ocupar a sexta posição na prova 1 e optou por um pit stop mais longo, colocando mais combustível e trocando apenas o pneu traseiro direito. Após as paradas, o piloto aparecia na nona colocação, mas ainda conseguiu mais duas posições, cruzando a linha de chegada em sétimo. A vitória nesta prova ficou com Felipe Fraga.

Na corrida 2, com o grid invertido, Barrichello partiu da quarta posição. Chegou a cair para quinto e se aproveitou bem dos botões de ultrapassagem, dentre eles o Fan Push, que foi essencial para a vitória, assim como a rápida parada nos boxes, para reabastecimento e troca novamente do pneu traseiro direito.

Foi a primeira vitória da equipe Full Time Sports e também de Barrichello no Velopark, onde ele havia sido o segundo colocado na etapa de abril. Na temporada, é a quarta vitória do piloto, todas na corrida 2 (Velo Città, Goiânia, Campo Grande e Velopark). Em sua sétima temporada na Stock Car, todas com a equipe Full Time, Barrichello já soma 13 vitórias.

“Estava buscando esta vitória aqui. Estou muito feliz”, comemorou o campeão da Stock Car de 2014. “Na sexta-feira, não estávamos competitivos, mudamos o carro e conseguimos a sétima colocação no grid, que foi boa para que nas corridas pudéssemos lutar por essa vitória”, continuou.

“Ainda não ganhamos a primeira corrida este ano, mas já foram quatro vitórias na corrida 2”, observou, antes de comentar sobre outro momento de emoção do fim de semana: a lembrança dos 10 anos de sua última vitória na Fórmula 1, em Monza (Ita), que também foi a última do Brasil na categoria.

“É uma alegria muito grande, num momento que é crítico para o Brasil, já que a última vitória na Fórmula 1 fez 10 anos comigo. E espero que isso mude em breve. Mas ganhar nesse momento é especial. Mais do que nunca, esse pódio foi muito comemorado, porque minha imagem também estava lá em Monza, com toda aquela conquista de 10 anos atrás”, lembrou.

O piloto também ressaltou o trabalho de toda a equipe, destacou a boa “química” com o chefe de equipe Maurício Ferreira e agradeceu principalmente o público pela votação do Fan Push.

“Jogamos mais uma vez com a ferramenta da estratégia e deu certo. A química com o Maurício é muito boa e toda a equipe está de parabéns. Amo o que eu faço, sempre fui apaixonado, desde criança, e o público entende isso, cada vez mais. Mais uma vez ganhei o Fan Push e gostaria de agradecer toda essa força e torcida. Essa vitória também é do público que votou em mim”, finalizou.

A Stock Car terá uma pausa agora de mais de um mês. A nona etapa acontecerá no dia 20 de outubro em Cascavel (PR).