Barrichello tem domingo de superação e mantém vice-liderança em Londrina

Problema no câmbio deixa o piloto da Mobil Full Time Sports fora da primeira corrida. Largando dos boxes, Barrichello vai pra cima e termina corrida 2 em oitavo, marcando pontos importantes para o campeonato

Pela primeira vez na temporada 2019, Rubens Barrichello não foi ao pódio em uma etapa. Mesmo assim, não faltou emoção para o piloto da Mobil Full Time Sports neste domingo (dia 9) na disputa da quarta etapa da Stock Car no autódromo internacional Ayrton Senna, em Londrina (PR).

Quando saiu dos boxes, antes de alinhar no grid da corrida 1, Barrichello já notou que não conseguia mudar as marchas. O piloto tentou largar, mas acabou parando logo após a volta de aquecimento. A equipe Full Time trabalhou forte para tentar identificar o problema e colocar o Stock #111 competitivo na segunda corrida.

O carro só ficou pronto nos minutos finais e Barrichello largou dos boxes. E o campeão da Stock Car de 2014 foi pra cima, conseguiu ganhar posições e terminou em oitavo lugar, garantindo pontos importantes que o mantiveram na vice-liderança, com 118 pontos, contra 125 de Daniel Serra (quarto colocado na corrida 1 e que teve problemas e abandonou a corrida 2).

Os vencedores do domingo em Londrina foram Thiago Camilo e Ricardo Maurício. Do Paraná, a Stock parte para o Rio Grande do Sul, mas terá 40 dias de intervalo até a quinta etapa em Santa Cruz do Sul no dia 21 de julho.

“Foi um dia daqueles. Eu sempre digo que manter a calma nessas horas é importante para poder gerar um pouco de calma para os integrantes da equipe também”, comentou o experiente piloto. “Tivemos vários problemas. O defeito do câmbio já vinha acontecendo desde sexta-feira e também afetou a nossa performance no classificatório. Estava muito difícil identificar e solucionar o problema”, lembrou Barrichello, que fez o 23º tempo na tomada de tempos.

E, mesmo voltando para a corrida 2, a emoção continuou e o piloto precisou se superar mais uma vez. “A equipe trabalhou muito bem, para arrumar o carro para a corrida 2. Mas, quando eu parei na saída dos boxes, pronto para largar, coloquei a primeira e não mudava a marcha. Foi quando eu notei que não estava ligado o Power Shift. Então, ele não reconhecia a hora de mudança de marcha e eu tinha que tirar o pé do acelerador para isso”, revelou Barrichello.

“Pra mudar a marcha pra baixo, era pior ainda. Eu tinha que pisar na embreagem e fazer o punta taco, porque as marchas não estavam sincronizadas. Com tudo isso, foi uma vitória chegar em oitavo lugar hoje”, comemorou.

Apesar das adversidades, o piloto fez questão de ressaltar o lado positivo da etapa. “Deixamos de ganhar muitos pontos hoje, mas é sempre uma emoção estar numa situação diferente. Graças a Deus saio daqui com 13 pontos, com a segunda colocação no campeonato e vamos continuar trabalhando para a próxima etapa dentro de 40 dias”, finalizou Barrichello que na temporada já tem duas vitórias (Velo Città e Goiânia) e um segundo lugar (Velopark).

Confira os resultados em Londrina:

Corrida 1
1 . Thiago Camilo (Ipiranga Racing), 33 voltas em 43min17s
2 . Valdeno Brito (Prati-Donaduzzi Racing), a 0.575
3 . Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing), a 17.260
4 . Daniel Serra (Eurofarma RC), a 19.176
5 . Felipe Fraga (Cimed Racing), a 21.427
6 . Nelson Piquet Jr (Full Time Sports), a 22.846
7 . Ricardo Maurício (Eurofarma RC), a 23.972
8 . Marcos Gomes (KTF Sports), a 26.611
9 . Marcel Coletta (Crown Racing), a 28.173
10 . Átila Abreu (Shell V-Power), a 28.800
11 . Max Wilson (RCM Motorsport), a 29.612
12 . Cesar Ramos (Blau Motorsport), a 37.806
13 . Lucas Foresti (Vogel Motorsports), a 48.897
14 . Galid Osman (Shell Helix Ultra), a 54.397
15 . Cacá Bueno (Cimed Racing), a 54.625
16 . Denis Navarro (Cavaleiro Sports), a 55.767
17 . Rafael Suzuki (Hot Car Competições), a 56.033
18 . Raphael Reis (Carlos Alves Competições), a 1:01.709
19 . Pedro Cardoso (Hot Car Competições), a 1 volta
20 . Allam Khodair (Blau Motorsport), a 3 voltas
21 . Guga Lima (Vogel Motorsport), a 4 voltas
22 . Gabriel Casagrande (Crown Racing), a 5 voltas
23 . Diego Nunes (KTF Sports), a 5 voltas
24 . Felipe Lapenna (Cavaleiro Sports), a 5 voltas
25 . Bruno Baptista (RCM Motorsport), a 6 voltas
Não completaram 75%
26 . Ricardo Zonta (Shell V-Power), a 8 voltas
27 . Bia Figueiredo (Ipiranga Racing), a 10 voltas
28 . Gaetano di Mauro (Shell Helix Ultra), a 25 voltas
29 . Rubens Barrichello (Mobil Full Time Sports), não largou
Melhor volta: Thiago Camilo, 1:11.197
Observações: Cesar Ramos punido em 10 segundos por falha em procedimento de pit stop

Corrida 2
1 . Ricardo Maurício (Eurofarma RC), 33 voltas em 44min26s
2 . Bruno Baptista (RCM Motorsport), a 0.315
3 . Átila Abreu (Shell V-Power), a 3.500
4 . Bia Figueiredo (Ipiranga Racing), a 3.826
5 . Diego Nunes (KTF Sports), a 4.408
6 . Felipe Fraga (Cimed Racing), a 5.239
7 . Nelson Piquet Jr (Full Time Sports), a 9.008
8 . Rubens Barrichello (Mobil Full Time Sports), a 9.610
9 . Thiago Camilo (Ipiranga Racing), a 15.545
10 . Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing), a 15.842
11 . Gabriel Casagrande (Crown Racing), a 16.676
12 . Galid Osman (Shell Helix Ultra), a 22.030
13 . Marcos Gomes (KTF Sports), a 22.923
14 . Max Wilson (RCM Motorsport), a 28.487
15 . Marcel Coletta (Crown Racing), a 29.652
16 . Guga Lima (Vogel Motorsport), a 36.316
17 . Ricardo Zonta (Shell V-Power), a 39.128
Não completaram 75%
18 . Lucas Foresti (Vogel Motorsports), a 11 voltas
19 . Allam Khodair (Blau Motor Sports), a 13 voltas
20 . Cesar Ramos (Blau Motor Sports), a 17 voltas
21 . Daniel Serra (Eurofarma RC), a 18 voltas
22 . Pedro Cardoso (Hot Car Competições), a 18 voltas
23 . Felipe Lapenna (Cavaleiro Sports), a 23 voltas
24 . Denis Navarro (Cavaleiro Sports), a 25 voltas
25 . Rafael Suzuki (Hot Car Competições), a 26 voltas
26 . Valdeno Brito (Prati-Donaduzzi Racing), a 29 voltas
27 . Cacá Bueno (Cimed Racing), a 31 voltas
28 . Raphael Reis (Carlos Alves Competições), a 33 voltas
29 . Gaetano di Mauro (Shell Helix Ultra), a 33 voltas
Melhor volta: Bruno Baptista, 1min11s820

Classificação do campeonato, após quatro de 12 etapas:
1 . Daniel Serra, 125 pontos
2 . Rubens Barrichello, 118
3 . Ricardo Maurício, 116
4 . Thiago Camilo, 109
5. Felipe Fraga, 94
6. Julio Campos, 91
7. Marcos Gomes, 87
8 . Gabriel Casagrande, 77
9 . Max Wilson, 69
10 . Nelsinho Piquet, 55

 

Receba as notícias da F1Mania pelo WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/F9GwK1YT4yACqHsym6pqu8

 

Confira os últimos vídeos do canal da F1MANIA no YouTube – ePRIX DE BERLIM | Melhores Momentos | FÓRMULA E 2018/19 – 10ª etapa:

 

Lucas di Grassi comenta VITÓRIA no ePrix de Berlim 2019 – Fórmula E:

 

STOCK CAR 2019 | Goiânia | MELHORES MOMENTOS (4ª e 5ª etapa):

 

WILSINHO FITTIPALDI e seu “ADEUS” para NIKI LAUDA:

 

GP DO BRASIL 2020 será realizado no RIO DE JANEIRO, diz JAIR BOLSONARO:

 

Vídeo mostra o traçado do novo AUTÓDROMO de DEODORO no RIO DE JANEIRO

 

FÉRIAS F1MANIA | Pilotamos uma FERRARI 488 GTB no SPEEDVEGAS: