United Autosports confirma entrada no WEC em 2019/2020

A United Autosports confirmou que vai alinhar no grid do Campeonato do Mundo de Endurance em 2019/2020, colocando um carro na LMP2.

O time anglo-americano, que pertence ao chefe da equipe de Fórmula 1 da McLaren, Zak Brown, competiu nas duas últimas rodadas das 24 Horas de Le Mans, e agora competirá em todo o calendário de oito etapas do WEC, começando em 4 de setembro em Silverstone.

Phil Hanson e Filipe Albuquerque formarão a dupla de pilotos da equipe, pilotando uma Ligier JS P217, com um terceiro piloto a ser confirmado.

“Temos o prazer de anunciar nossa entrada no Campeonato Mundial de Endurance da FIA em 2019/2020”, disse Brown.

“Tem sido o objetivo da United Autosports entrar no campeonato mundial já há um tempo, mas tudo precisava se encaixar, para que pudéssemos fazer no momento certo. Sentimos que agora é a hora certa”.

“Nós desenvolvemos um ótimo relacionamento com Phil e Filipe e eles formam uma dupla fantástica. Ainda estamos trabalhando no terceiro piloto, mas por enquanto estamos animados com o que 2019 está trazendo.”

Hanson se juntou à equipe no final de 2017 e correu na 2018 European Le Mans Series ao lado de Filipe Albuquerque, vencendo as duas últimas corridas do ano. Ele também correu em rodadas selecionadas do Campeonato IMSA WeatherTech SportsCar em Daytona, Sebring e Watkins Glen. Atualmente, ele está correndo para a United Autosports na Asian Le Mans Series, e marcou sua primeira pole position em Fuji, na sua segunda tentativa de qualificação na LMP2.

“Estou muito empolgado por estar fazendo o FIA WEC. Acho que era o próximo passo óbvio para nós, ter feito o ELMS, o Asian Le Mans Series e selecionado rodadas do IMSA, incluindo Daytona”, comentou Hanson. “Estou ansioso para continuar com a United também. Eles me ajudaram e ajudaram meu desenvolvimento como piloto significativamente no ano passado, então estou ansioso para continuar com a equipe em um ambiente muito profissional”.

“Estou animado em pilotar também em novos circuitos, como São Paulo e Bahrein. Eles definitivamente estavam no meu radar de circuitos que eu queria pilotar. São Paulo tem muita história e eu nunca estive no Brasil, então será emocionante. Estou realmente ansioso para competir em uma plataforma verdadeiramente global”.

Albuquerque se juntou à equipe para a estreia na LMP2 no início de 2017, terminando em segundo lugar no campeonato. Este ano, ele correu ao lado de Hanson no # 22 Ligier JS P217 e anteriormente correu no Campeonato Mundial de Endurance da FIA em 2016, terminando em segundo lugar no campeonato.

Albuquerque acrescentou: “Estou muito feliz por estar de volta ao WEC da FIA, sinto que tenho negócios inacabados lá. Eu terminei em P2 em 2016 na LMP2, então agora com Phil Hanson e a United, acho que realmente temos o pacote para ganhar. Já passaram quase dois anos do dia em que conheci Zak e Richard e nunca acreditei que nossa parceria chegaria a esse ponto”.

“Estou ansioso para correr no ELMS de 2019 e depois entrar no WEC da FIA com eles. É um bom relacionamento que temos juntos e estamos vencendo algumas corridas, então por que não continuar e vamos ver onde terminamos”, completou.