Pietro Fittipaldi passa por cirurgia bem-sucedida após acidente em Spa

Pietro Fittipaldi foi submetido a uma operação bem-sucedida na noite de sexta-feira após o forte acidente durante a classificação para a primeira temporada do Campeonato Mundial de Endurance (WEC), em Spa.

O piloto brasileiro foi levado de helicóptero para o hospital depois de sofrer fraturas em ambas as pernas após o acidente na Eau Rouge com o carro #10 DragonSpeed BR Engineering BR1-Gibson LMP1.

Fittipaldi, que estava previsto para fazer sua estreia no WEC neste fim de semana substituindo Renger van der Zande, foi submetido à cirurgia e permanece no hospital na cidade de Liège.

Um comunicado do WEC divulgado na manhã deste sábado dizia: “Pietro Fittipaldi está bem e sua condição é estável.

“Ele foi operado na noite passado por fraturas em ambas as pernas, e a operação correu bem. Ele permanece sob observação no Centro Hospitalar de Liège.

“A perna esquerda, que sofreu uma fratura mais complexa, foi satisfatoriamente operada.

“Pietro estava completamente consciente ao sair da sala de operações e foi capaz de descrever o que aconteceu com ele.

“Às 10h30 (horário local) ele deixou os cuidados intensivos. Seu pai esteve com ele durante a noite.”

De acordo com o pai de Fittipaldi, Gugu da Cruz, o piloto de 21 anos deve ficar de fora das corridas por oito semanas, o que o deixará de fora da Indy 500, que ele faria com a Dale Coyne Racing.

Fittipaldi fez sua estreia a IndyCar em Phoenix no mês passado e também estava programado para disputar as corridas no Texas, Mid-Ohio, Portland e Sonoma no final do ano.

Sua próxima corrida de Super Fórmula para a Team LeMans será em Fuji no início de julho.

Danos no chassi da DragonSpeed #10 de Fittipaldi significaram que a equipe não participará da corrida do WEC em Spa, reduzindo o grid da LMP1 para sete carros.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *