Motores da Fórmula E no protótipo elétrico Perrinn em Le Mans

O protótipo Perrinn, cotado como o carro de corrida elétrico mais rápido do mundo, será alimentado por três motores de Fórmula E.

O construtor britânico Perrinn, que tem a intenção de levar um carro totalmente elétrico para as 24 Horas de Le Mans, contratou um fornecedor de powertrain da FE, não divulgado, para fornecer os motores do seu protótipo 424 baseado no LMP1.

Os motores, dois que alimentarão o eixo traseiro e um o dianteiro, darão ao 424 uma potência de 750 kW, equivalente a pouco mais de 1000bhp.

“Nós fechamos um acordo com um dos fornecedores existentes”, disse Nicolas Perrin, fundador da marca à ‘Motorsport’.

“Os motores FE são limitados por regulação para 200kW, mas podem ir mais alto e os usaremos em sua capacidade total, o que nos dá os 750kW ou 1000bhp”.

A equipe com sede em Yorkshire pretende montar as suas próprias baterias, dispostas em nove módulos, cada um contendo 64 células.

Perrin, ex-instrutor de design e corrida da Williams Fórmula 1, está trabalhando no 424 e já realiza testes iniciais. Ele confia que o carro estará pronto em seis meses após o início do processo de construção.

Ele também acredita que o protótipo vai pesar 1200kg, o que é 330kg a mais do que um carro P1 híbrido, assim ele pode atingir tempos de volta entre os LMP1 e P2.

Além disso, uma velocidade máxima 355 km/h e uma aceleração de 0 a 100 km/h em dois segundos, também estão sendo estimadas.

Perrin estima que os avanços tecnológicos podem permitir que um protótipo totalmente elétrico, em Le Mans, participe sem a necessidade de troca de baterias “dentro de quatro anos”.

“Nosso plano é construir um carro novo todos os anos, para incorporar avanços em bateria e tecnologia de recarga”, disse ele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *