24h de Le Mans: Brasil brilha com vitórias na LMP2, GTE-Pro e GTE-Am; Toyota é campeã na LMP1

O Toyota #8 guiado por Fernando Alonso, Sebastien Buemi e Kazuki Nakajima venceu a edição 87 das 24 Horas de Le Mans, enquanto o Brasil brilhou no pódio da lendária corrida de Endurance vencendo na LMP2, LMGTE-Pro e LMGTE-Am.

O carro #8 se sagrou campeão da Super Temporada 2018/19 do Campeonato Mundial de Endurance, o WEC, já que precisava apenas a sétima posição para garantir o título, o que significa que Alonso, Buemi e Nakajima foram os campeões.

O Toyota #7 largou da pole position e liderou 23 das 24 horas da competição, mas dois furos nos pneus na última hora deram a liderança para o carro irmão. Antes do problema, o #7 tinha uma vantagem de mais de dois minutos para o outro Toyota.

Atrás das duas Toyota, a SMP Racing saiu vencedora da disputa contra a Rebellion Racing, enquanto Stoffel Vandoorne levou o carro #11 até a linha de chegada, três voltas à frente do #1 Rebellion de Bruno Senna, enquanto o #3 ficou mais seis voltas atrás.

O segundo carro da SMP retirou-se da corrida com problemas, assim como as outras duas entradas da LMP1 da DragonSpeed e da ByKolles Racing.

 

LMP2

Na classe LMP2, a vitória ficou com a Signatech Alpine Matmut #36, do brasileiro André Negrão, que terminou a corrida à frente da Jackie Chan DC Racing #38 e duas voltas à frente do carro da TDS Racing.

Enquanto a DragonSpeed teve problemas na LMP1, a mesma coisa aconteceu na LMP2 com Paston Maldonado.

A Racing Team Nederland também enfrentou problemas durante as 24 horas, com um furo antes da noite chegar e um forte acidente com Nyck de Vries na parte da manhã.

 

LMGTE

Apesar de largar na P2 na GTE-Pro, o Ferrari #51 da AF Course, guiado também por Daniel Serra, cruzou a linha de chegada na liderança da classe, à frente dos Porsche #91 e #93.

Foi a segunda vitória de Serra nas 24 Horas de Le Mans.

Ou outros brasileiros da LMGTE-Pro, Augusto Farfus foi o 31º no geral, 11º na classe. Pipo Derani, da Risi Competizione, terminou em 12º na Pro, 42º no geral.

Na GTE-Am, a Keating Motorsports do estreante em Le Mans Felipe Fraga, sobreviveu ao seu drama no final da corrida, depois de receber uma penalidade de stop-go. A penalidade diminui a vantagem que tinha na liderança da categoria, no entanto, conseguiu se recuperar e receber a quadriculada na frente.

Outro brasileiro estreante em Le Mans, Rodrigo Baptista, foi o terceiro colocado na Am com a JMW Motorsport.

 

 

Confira os últimos vídeos do canal da F1MANIA no YouTube – Análise: Vettel CULPADO ou INOCENTE no GP do Canadá? partc. Sérgio Milani. Veja abaixo:

 

ePRIX DE BERLIM | Melhores Momentos | FÓRMULA E 2018/19 – 10ª etapa:

 

Lucas di Grassi comenta VITÓRIA no ePrix de Berlim 2019 – Fórmula E:

 

STOCK CAR 2019 | Goiânia | MELHORES MOMENTOS (4ª e 5ª etapa):

 

WILSINHO FITTIPALDI e seu “ADEUS” para NIKI LAUDA:

 

GP DO BRASIL 2020 será realizado no RIO DE JANEIRO, diz JAIR BOLSONARO:

 

Vídeo mostra o traçado do novo AUTÓDROMO de DEODORO no RIO DE JANEIRO

 

FÉRIAS F1MANIA | Pilotamos uma FERRARI 488 GTB no SPEEDVEGAS: