Vitor Baptista é o representante brasileiro na fase global do Junior Program da Porsche

Piloto da Academia Shell assegura a vaga na etapa de Interlagos para o processo seletivo que acontece em novembro no continente europeu

O sábado começou com uma ótima notícia para a Academia Shell. Vitor Baptista finalizou a primeira prova do dia na 13ª posição e com isso assegurou a indicação brasileira para o Junior Program Shootout da Porsche. A vaga veio depois de um grande susto. Depois dominar a maior parte da corrida, um pneu furado quase atrapalhou os planos de Vitor. No final, os três pontos conquistados foram mais do que suficientes para o piloto do carro #121 assegurar o seu lugar na seletiva global da marca.

Após uma bem-sucedida carreira nas categorias de fórmula, com título no europa, Vitor Baptista chegou a ver o sonho de seguir no esporte distante. No início do ano passado, ele chegou a se matricular na faculdade mirando uma carreira fora das pistas. Foi então que Vitor teve a oportunidade de disputar o Porsche Junior Program e viu sua carreira de piloto tomar um novo rumo ao se tornar o primeiro campeão da seletiva brasileira no ano de 2018.

Com a vitória, o piloto da Academia Shell garantiu a bolsa para disputar a temporada completa e tornou-se campeão da Porsche Cup, na classe 3.8. O título garantiu sua permanência na categoria e lhe fez subir para principal divisão em 2019, dando-lhe a chance de ser um dos indicados para o Shootout da Porsche, programa mundial da marca que será disputado durante quatro dias do mês de novembro, em uma pista europeia. O vencedor dessa disputa terá a chance de disputar a temporada completa da Porsche SuperCup, evento suporte da F1 que é disputado nãos autódromos mais famosos do mundo.

Para isso, o irmão mais velho da família Baptista deveria finalizar a etapa de Interlagos na frente do seu concorrente a vaga, fato que aconteceu neste sábado com uma boa margem de distância.

Como medida de segurança, a largada da primeira disputa da Carrera Cup 4.0 foi dada em fila indiana, com o safety car liderando o pelotão. Após duas voltas, o carro madrinha saiu da pista e os pilotos puderam acelerar de vez. E o piloto da maior patrocinadora do esporte a motor brasileiro manteve a ponta, imprimindo um ritmo forte desde o início. Com um ótimo rendimento, Vitor fez por duas vezes seguidas a melhor volta da prova e abriu quase um segundo de vantagem para o segundo colocado. Restando pouco mais de cinco minutos para o término da prova, um pneu furado tirou a vitória de Vitor. Com a parada no box, o competidor de 21 anos finalizou a prova no 13º lugar, posição que garantiu a ele a vaga no Shootout global da Porsche. Mesmo com esse contratempo, Vitor lidera a sua categoria com dois pontos de vantagem para o vice-líder, restando ainda uma prova neste sábado para o fim da etapa.

Vale lembrar que Felipe Baptista, irmão mais novo de Vitor, luta para manter o título da classe Carrera Cup 3.8 em família. Felipe é o atual líder da categoria restando quatro provas para o término da temporada.

O que ele disse:

“Estou muito feliz com a vaga. Ser selecionado para representar o Brasil no Junior Program global é uma grande honra. Gostaria de ter finalizado essa sequência de dois anos de luta com uma vitória e tinha tudo para ter conseguido. Largamos na pole, mas um pneu furado durante a corrida não nos deixou vencer. Conseguimos a vaga, não foi com vitória, mas nosso objetivo de dois anos foi alcançado. Eu agradeço ao suporte da Porsche Cup aqui no Brasil que foi fundamental para a sequência da minha carreira e a Academia Shell. É um orgulho defender essas cores. É isso aí, agora vamos com tudo fazer um grande trabalho na Europa.”
Vitor Baptista