Keselowski conquista sua 30ª vitória na carreira no Kansas Speedway

Brad Keselowski conquistou sua terceira vitória na Monster Cup Nascar em 2019, e sua 30ª na carreira, vencendo na noite de sábado no Digital Ally 400 no Kansas Speedway. Foi a quarta vitória da temporada para a equipe Penske, com doze corridas já realizadas na temporada.

“Estou apenas agradecido por estar neste nível”, disse Keselowski. “Nunca sonhei que alguma vez estive na Cup Series. Eu só sonhava em ganhar a vida em corridas. Eu trabalhei com caras como Mike Mittler, que me ensinou a coragem, energia e esforço que você tem que ter, para ser bem sucedido neste esporte. Mike era local para esta área e ele faleceu ontem. Dói perder caras assim, porque significam muito para mim e para o esporte. Acho que isso era algo de que ele se orgulharia”.

A corrida foi para a prorrogação quando Matt DiBenedetto estourou o motor na volta 263. A corrida estava marcada para 267 voltas, mas acabou tendo 271, depois de uma relargada com Keselowski e Erik Jones na primeira fila.

Alex Bowman conseguiu passar por Jones faltando duas voltas, e com isso garantindo a segunda colocação pela terceira vez consecutiva.

“É um bom dia para todos da Hendrick Motorsports”, disse Bowman. “Todos nós tínhamos carros realmente competitivos e realmente apreciamos o trabalho duro de todos na equipe, para continuar construindo nossos carros e continuar melhorando como fizemos. Foi um dia muito bom. Minha família é daqui, então foi bem legal. Provavelmente, os dois momentos mais próximos em que fiquei de vencer, foram minha cidade natal e a cidade natal de meu pai, por isso é simplesmente frustrante. Nós vamos ter uma em breve”.

Jones terminou em terceiro e, depois disso, foi alvo de duras palavras de Clint Bowyer, que ficou irritado por ter sido bloqueado por Jones na última volta. Bowyer terminou em quinto, atrás de Chase Elliott.

“Sim, isso não foi muito inteligente”, disse Bowyer. “Se tivesse sido outro cenário em que eu teria tido algum espaço, eu teria feito ele rodar na frente de todo o grid, e ele estaria lá desejando que ele não tivesse feito isso. Ah bem.”

Jones viu o incidente como nada mais do que uma dura disputa de corrida.

“Eu ficaria louco se eu fosse ele, mas é apenas corridaa”, disse Jones. “Fui muito bloqueado, especialmente com esse pacote, e não fiz muitos bloqueios, por isso você precisa ser agressivo e lutar por todas as posições. Isso é tudo que eu estava fazendo no final da corrida. Nós estávamos chegando na bandeira branca, e você está indo para isso. É lamentável. Você não quer que as pessoas fiquem chateadas, mas seguiremos em frente e ficaremos bem na próxima semana.”

Um final entre os dez primeiros, teria dado a Kyle Busch o recorde da maioria de Top 10 num início de temporada. Ele não conseguiu alcançar esta marca, por causa de uma parada não programada para troca de pneus na volta 248, que resultou em um 30º lugar.

 

 

Confira os últimos vídeos do canal da F1MANIA no YouTube – ePRIX DE MÔNACO | Melhores Momentos | FÓRMULA E 2018/19 – 9ª etapa:

 

Lucas di Grassi comenta o ePrix de Mônaco 2019 – Fórmula E:

 

GP DO BRASIL 2020 será realizado no RIO DE JANEIRO, diz JAIR BOLSONARO:

 

Vídeo mostra o traçado do novo AUTÓDROMO de DEODORO no RIO DE JANEIRO

 

ePRIX DE PARIS | Melhores Momentos | FÓRMULA E 2018/19 – 8ª etapa:

 

FÉRIAS F1MANIA | Pilotamos uma FERRARI 488 GTB no SPEEDVEGAS: