Kart: Miguel Costa conquista cinco top-10 na sua estreia em Castelletto no WSK

Correndo na categoria Mini, piloto brasileiro valorizou os bons resultados em uma pista em que nunca havia andado; Costa ainda foi destaque com a sétima colocação na Pré-final

Jovem revelação brasileira no kartismo internacional, Miguel Costa foi destaque em sua estreia na pista de Castelletto, na Itália, em etapa válida pelo WSK, um dos principais campeonatos de kart do mundo. Correndo na categoria Mini, o piloto brasileiro enfrentou diversas mudanças de clima ao longo da etapa, pegando asfalto molhado e seco, e valorizou os cinco top-5 que conquistou no final de semana.

“Foi um final de semana bem movimentado: a pista estava molhada muitas vezes e em algumas corridas estava seca. Então, sendo um circuito novo para mim, acredito que nossos resultados foram bons, principalmente com a sétima colocação na Pré-final”, diz Costa, que esteve no top-10 em todas as baterias classificatórias.

O jovem piloto compete pela equipe oficial Kart Republic, comandada pelo experiente preparador italiano Dino Chiesa, responsável por carreiras de sucesso no kart como Lewis Hamilton e Nico Rosberg, dois dos últimos campeões mundiais de F1. A parceria já rendeu títulos para o brasileiro na temporada 2019, inclusive no campeonato de kart italiano, em que Costa foi o campeão entre os rookies (novatos), com três vitórias no ano.

A próxima e última etapa do WSK em 2019 será disputada neste final de semana em Adria, na Itália. A etapa será válida pelo WSK Final Cup e fecha o calendário da competição na temporada.

“Estamos ansiosos para este novo desafio em Adria. Já tenho um ano de experiência na Mini e tenho certeza de que os resultados serão cada vez melhores, então vamos trabalhar bastante para chegar forte em 2020”, completa Costa.

O bom ano de estreia na Europa, em 2018, coroou as fortes expectativas depois de uma série de conquistas nos Estados Unidos. Em 2016, Miguel Costa foi campeão da categoria Micro com seis vitórias e sete poles. Ele também se sagrou vice-campeão na ROK Cup com uma vitória, repetindo esta colocação no ano seguinte (2017), desta vez com duas vitórias.