Honda transfere Fukuzumi e Makino para Super Fórmula

A Honda transferiu dois de seus pilotos juniores de maior destaque para a Super Fórmula em 2019.

Foi confirmado pela fabricante nesta sexta-feira que Tadasuke Makino e Nirei Fukuzumi vão realizar programas conjuntos na Super Fórmula e na Super GT.

Fukuzumi, que competiu na Super Fórmula no ano passado quando seus compromissos com a Fórmula 2 permitiram, correrá pela Dandelion, enquanto o estreante Makino se juntará à Nakajima.

Em 2016, Fukuzumi mudou-se para a Europa, ligando-se à ART Grand Prix na GP3, e ficou em terceiro na classificação de 2017 com duas vitórias.

Mas ele marcou poucos pontos durante sua única temporada na Fórmula 2 com a BWT Arden.

Makino, por sua vez, deu o salto da F3 da Europa para a Fórmula 2 com a Russian Time e venceu inesperadamente uma corrida na Itália, executando a estratégia alternativa de se destacar do meio do grid.

A Honda há muito tempo olha para um de seus juniores competindo na Fórmula 1, uma situação ostensivamente auxiliada por sua nova associação de planos júnior com a Red Bull.

Sua principal perspectiva é agora Nobuharu Matsushita, que retornará para a Fórmula 2 com a Carlin, e que irá capturar pontos suficientes para uma Super Licença se terminar entre os quatro primeiros da classificação no campeonato.

Matsushita competiu anteriormente na Fórmula 2 de 2015 (sob o antigo nome de GP2), até 2017, passando a totalidade de sua primeira temporada na ART.

A Honda, por sua vez, terá pilotos juniores na Fórmula 3 na forma de Teppei Natori (Carlin) e Yuki Tsunoda (Jenzer), este último também agora apoiado pela Red Bull.