Markelov aproveita acidente entre Albon e De Vries para vencer em Mônaco

Artem Markelov venceu uma corrida épica da Fórmula 2 em Mônaco, depois que os líderes Alexander Albon e Nyck de Vries colidiram na entrada dos boxes. O brasileiro Sérgio Sette Câmara, da Carlin, não largou devido à fortes dores no pulso. Ele acabou batendo forte na Curva 1 logo após cravar o quarto tempo na qualificação de quinta-feira.

Os juniores da McLaren e Mercedes, Lando Norris e George Russell tiveram corridas dramáticas, com o primeiro ampliando sua liderança apesar de ter causado uma colisão com Ralph Boschung, enquanto Russell abandonou na volta 5.

Markelov largou em terceiro com seu novo chassis, depois de não ter sido melhor que o 15º em qualquer outra sessão de qualificação até agora em 2018. Ele manteve essa posição durante as primeiras voltas, enquanto Albon e De Vries seguiam na frente, mantendo uma distância que raramente passava de um segundo.

Mas na volta 14 de 42, os líderes ficaram atrás do Safety Car causado por Norris colidindo com Bouschung, mas Albon pegou um traçado diferente para o pitlane, quando pareceu tomar a decisão tardia de parar.

De Vries não tinha para onde ir e Albon acertou a roda dianteira esquerda do piloto da Prema Racing. Ambos os pilotos voltaram para a corrida, mas acabaram abandonando depois.

Markelov, portanto, herdou uma vantagem fácil, mas ainda precisava parar nos boxes. O companheiro de equipe de De Vries na Prema, Sean Gelael, foi a maior ameaça do russo, já que ele já havia feito uma parada para colocar os pneus macios.

Markelov começou a construir uma diferença de 25s para Gelael, estabelecendo uma volta rápida no fim da corrida, apesar de seus macios de 30 voltas. Quando ele chegou na volta 35, saiu na liderança e acabou vencendo por 10,7s.

Gelael ficou em segundo, à frente de Roberto Merhi (MP Motorsport), que conquistou um sensacional terceiro lugar.

Louis Deletraz (Charouz Racing System), que largou em 14º e não parecia ter o mesmo ritmo do companheiro de equipe Antonio Fuoco (que largou em quarto) neste fim de semana, terminou na P4.

Arjun Maini conquistou seu melhor resultado na F2 em quinto para a Trident, à frente de Norris, que foi “herói e vilão” na corrida desta sexta-feira.

Depois do acidente com Bouschung, Norris recebeu uma penalidade mais ainda conseguiu se recuperar para a sexta posição. Jack Aitken ficou em sétimo para a ART Grand Prix.

Fuoco também recebeu uma penalidade por um acidente com Luca Ghiotto no começo – o piloto da Charouz bateu no piloto da Campos Racing e quebrou a suspensão dianteira esquerda.

Apesar da penalidade, Fuoco recuperou-se para a oitava posição e vai começar a Corrida 2 (Sprint Race) na pole, à frente de Aitken. Nicholas Latifi e Nirei Fukuzumi completaram o top10.

 

CORRIDA PRINCIPAL – FÓRMULA 2 – MÔNACO:

1) Artem Markelov (RUSSIAN TIME)
2) Sean Gelael (PERTAMINA PREMA Theodore Racing)
3) Roberto Merhi (MP Motorsport)
4) Louis Delétraz (Charouz Racing System)
5) Arjun Maini (Trident)
6) Lando Norris (Carlin)
7) Jack Aitken (ART Grand Prix)
8) Antonio Fuoco (Charouz Racing System)
9) Nicholas Latifi (DAMS)
10) Nirei Fukuzumi (BWT Arden)
11) Maximilian Günther (BWT Arden)
12) Roy Nissany (Campos Vexatec Racing)
13) Santino Ferrucci (Trident)
14) Tadasuke Makino (RUSSIAN TIME)

NÃO COMPLETARAM
Alexander Albon (DAMS)
Nyck De Vries (PERTAMINA PREMA Theodore Racing)
Ralph Boschung (MP Motorsport)
George Russell (ART Grand Prix)
Luca Ghiotto (Campos Vexatec Racing)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *