Após primeiro pódio no WTCR, Augusto Farfus chega embalado para etapa nas ruas de Portugal

No top-10 do campeonato, brasileiro visa ascensão na segunda metade da temporada, começando por um bom resultado no circuito urbano de Vila Real

Após um mês de junho extremamente intenso para Augusto Farfus, com a disputa das 24 Horas de Le Mans e das 24 Horas de Nürburgring – no mesmo evento em que correu pelo WTCR no circuito alemão, conquistando seu primeiro pódio na categoria -, o brasileiro contou com alguns dias de descanso, e chega agora embalado para seu próximo desafio no campeonato. Neste fim de semana (5 a 7 de julho), a Copa do Mundo de Carros de Turismo realiza sua 6ª etapa no circuito de rua de Vila Real, em Portugal.

O traçado urbano de 4.785 metros de extensão é uma novidade para Farfus, mas, suas características agradam ao piloto, que compete pela equipe BRC Hyundai N LUKOIL Racing Team. Apesar de ser um circuito de rua temporário, conta com curvas rápidas, subidas e descidas, que prometem grandes disputas ao público.

Para Augusto, que está em seu ano de estreia, e teve uma primeira metade do campeonato de adaptação e evolução, o objetivo é se aproximar dos líderes da tabela. Após o pódio em Nordschleife, há duas semanas, ele entrou no top-10 da classificação geral, somando 99 pontos. Com mais cinco etapas e quinze corridas a serem realizadas, ainda há um total de 425 pontos em jogo.

As atividades de pista em Vila Real começam nesta sexta-feira, com o primeiro treino livre. Neste sábado, há mais uma sessão de treinos, antes da classificação, e da primeira corrida da etapa. Enquanto no domingo, mais uma tomada de tempos define o grid de largada das corridas 2 e 3 da rodada, que serão realizadas na sequência.

As três provas da etapa terão transmissão ao vivo pelo canal Fox Sports para o Brasil, no sábado a partir das 11h e no domingo, às 11h30 e 13h.

Augusto Farfus:

“Depois de um período intenso de corridas em junho e um pouco de descanso, voltamos às pistas nesta semana. Fiz dois dias de treinos em Spa-Francorchamps, me preparando para as 24 Horas no fim do mês, e agora em Portugal temos um novo desafio pelo WTCR. Vila Real é uma pista que eu não conheço, um circuito de rua rápido, onde a previsão é de clima semana. É um fim de semana com programação padrão, de atividades ao longo de três dias, o que facilita a nossa adaptação em pistas novas. O objetivo, agora que entramos no top-10 da tabela, é continuar pontuando, subindo na classificação e diminuindo a diferença em relação aos líderes. Temos mais metade do campeonato pela frente e quero seguir nessa campanha positiva no meu primeiro ano no WTCR.”