Transmissão de corridas na TV: dê adeus às ilusões

O mundo do esporte a motor foi sacudido ontem com a notícia que o Sportv não confirmou a transmissão da MotoGP e anunciou a demissão da dupla Guto Nejaim e Fausto Macieira. Após a postagem da matéria em diversos sites e perfis especializados, foi vista uma verdadeira ‘choradeira’ por vários fãs e um grande questionamento sobre a posição da emissora carioca.

Ontem mesmo, Guto e Fausto postaram mensagens em suas redes sociais falando sobre o assunto, lamentando o ocorrido, mas com uma postura tranquila e, principalmente, olhando para frente. Bem diferente da linha adotada pelo grande público.

Antes de tudo, é mais um golpe no esporte a motor na TV. É um processo que vem acontecendo a algum tempo, com demissões de pessoal e descontinuidade de transmissões. Como fã, claro que fico triste com tais fatos. Mas é preciso colocar algumas questões na mesa:

1) Antes de tudo, o esporte a motor é um nicho. Vários estudos no exterior dão conta que o público tem uma idade média mais alta e tem tido dificuldades para atingir novos públicos, ainda mais por conta da mudança de relacionamento entre as pessoas e os meios de transporte. A ideia de liberdade anterior, hoje dá lugar a uma visão de que se trata de um mero objeto de transporte.

2) Se todo mundo que diz que acompanha realmente assistisse, não veríamos tanta descontinuidade de transmissões na TV. Um exemplo disso é a F1: um monte de gente reclama de que a Globo não passa mais o pódio. Pela ótica fria dos números de audiência, comprovou-se que os números caem logo após bandeirada final. E, em tempos assim, qualquer alteração impacta;  embora a Globo tenha dado a opção para ver no Globo Esporte o pré-corrida e o pós, praticamente ‘matando’ o “link maroto”, ainda há reclamação;

Conversando um tempo atrás com gente do meio, um dado interessante me chamou a atenção: a reprise de um jogo de campeonato internacional dava o dobro de audiência de uma transmissão ao vivo de prova de corrida. Quer corrida na TV? Assista!

3) Cada vez mais outras formas de se ver corridas aparecem. As categorias vêm liberando o sinal nas redes e fechando acordos com streaming para exibição. Este também é mais um motivo para que a audiência nas TVs venha caindo. Com certeza, teremos cada vez mais esta forma de transmissão sendo explorada. E a MotoGP deve vir em breve;

4) O esporte a motor só voltará a ter mais destaque quando tivermos um brasileiro vencedor. Pegando mais uma vez o exemplo da F1: Tivemos uma fase extremamente mal-acostumada, em que brasileiros venceram 8 títulos em 20 anos (1 a cada 2 anos e meio). Serviu sim para criar um público fiel para a categoria e que vem se mantendo, mesmo sem ter um brasileiro competindo. E depois vimos este fenômeno se repetir com o tênis, surf, skate e mais recentemente o UFC.

5) a MotoGP tem um público fiel. Mas muita gente que hoje está ‘chorando lágrimas de esguicho’ sabe os detalhes das negociações? Sabe se houve um aumento de pedida pelos detentores de direitos? Se a audiência (embora se diga em alta) justifica tal investimento? É preciso ver a situação pela ótica comercial. É duro dizer isso!

Ninguém é obrigado a concordar com o que falo. Mas é preciso sim deixar o romantismo de lado e encarar as coisas como são. Como dito antes, isso me deixa devastado. Afinal, é uma categoria extremamente emocionante e um ótimo espetáculo para se ver. Sem contar os empregos que são fechados nos canais e demais espaços que falam no assunto.

Mas da mesma forma que portas se fecham, outras se abrem. Tenho a certeza de que a ‘galera’ das duas rodas não ficará ao relento e continuaremos vendo as boas disputas que a MotoGP nos dá (muita gente vai mudar para o “link maroto”). Além de abrir espaços para velhos e novos profissionais. Temos que acreditar no copo meio cheio. E é dever do fã de velocidade manter a chama acesa e levá-la em frente para que se mantenham os atuais e cheguem os novos.

 

Quer assistir ao vivo às corridas da Indy, Fórmula 2, Fórmula 3 e Superbike? Acesse http://f1mania.vc/4K e experimente a DAZN grátis por 1 mês!

Receba as notícias da F1Mania pelo WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/HA74fR3PiN1AOcPsVZjBaT

Inscreva-se em nosso canal no YouTube: https://www.youtube.com/user/f1mania?sub_confirmation=1

 

Confira o “especial” de vídeos para o final de semana da Fórmula E em Santiago; a F1Mania está in loco.

Pilotos da Fórmula E já estão prontos para começar a jornada latino americana no Chile:

 

Alexander Sims e o desejo de “espalhar a mensagem” da sustentabilidade com a Fórmula E:

 

Mortara pronto para uma corrida “muito especial” no Chile:

 

A experiência inesquecível de pilotar um carro de Fórmula E:

 

Nyck de Vries | Novos talentos da FÓRMULA E:

 

James Calado | Novos talentos da FÓRMULA E: