Rossi acha que Pedrosa merecia pelo menos um título na MotoGP

Dani Pedrosa deveria ter pelo menos um título de pilotos em sua carreira na MotoGP, acredita seu rival Valentino Rossi.

Pedrosa anunciou nesta quinta-feira que ele vai se aposentar das corridas no final desta temporada, após perder seu lugar na Repsol-Honda para Jorge Lorenzo em 2019.

Desde a sua chegada em 2006, Pedrosa venceu 31 corridas na MotoGP, o mesmo número de vitórias que Eddie Lawson, quatro vezes campeão mundial das 500cc.

Mas o título da MotoGP escapou de Pedrosa, que foi três vezes vice-campeão na categoria e também é três vezes campeão mundial nas categorias de acesso, sendo uma vez na 125cc e duas na 250cc. Com o espanhol estando na décima segunda colocação nesta temporada, é certo que ele deixará a categoria rainha sem um título de campeão.

“Eu acho que é pena para a MotoGP, porque nosso esporte está perdendo um dos grandes pilotos dos últimos anos”, disse o sete vezes campeão mundial Rossi, sobre a decisão de Pedrosa.

“Também acho uma pena para Dani, não ter vencido um campeonato mundial na MotoGP, eu acho que ele merecia no mínimo um”.

“Eu acho muito cedo para isso, mas é uma escolha muito pessoal. Eu não esperava, achava que ele ia continuar, talvez na Yamaha, mas ele mudou de ideia depois de pensar muito”.

“É uma grande perda para todos”.

Rossi disse que o estilo de pilotagem de Pedrosa, influenciou muito a MotoGP, a forma que o espanhol saía da moto em ângulos de inclinação, enquanto ia acelerando para fora das curvas.

“Dani sempre foi um piloto muito técnico”, falou o italiano. “Seu estilo sempre foi limpo e inteligente”.

“Isto é bom para seguir e tentar entender, ele sempre foi muito limpo nas frenagens, tentando não escorregar muito e sempre foi um dos primeiros em retomar a aceleração da moto muito cedo”.

“Eu acho que esta é uma das particularidades da sua pilotagem”.

Andrea Dovizioso, que competiu ao lado de Pedrosa na Honda entre 2009 e 2011, disse que isto foi uma das coisas que ele aprendeu com seu ex-companheiro de equipe.

“Dani foi meu companheiro de equipe na HRC, e na 125cc e na 250cc, ele sempre foi um pouco mais rápido que eu e eu tentava estudar muito sobre ele” relembrou Dovizioso.

“Eu aprendi, especialmente, sobre a maneira que ele acelera a moto, é espantoso. Ele já fazia isso na 125cc e na 250cc, e na MotoGP continuou da mesma forma”.

Marc Marquez, o atual companheiro de equipe de Pedrosa, foi moldado pelo espanhol por toda a sua carreira.

“Eu posso dizer que quando cheguei na MotoGP, foi ele que me ensinou como pilotar uma moto”, disse Marquez.

“Eu quero dizer, naturalmente, eu cheguei lá, peguei uma moto, eu não era tão ruim, mas então para todos os detalhes, quem era meu companheiro de equipe ? Meu companheiro era Dani”, finalizou Marquez.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *