McLaren pagará o salário de 2020 de Hinchcliffe na Indy, mesmo depois de sua demissão

A McLaren continuará pagando o salário de James Hinchcliffe durante a temporada 2020, após sua controversa decisão de expulsá-lo de sua nova equipe da Indy.

Hinchcliffe tinha um contrato existente com a equipe da Arrow Schmidt Peterson Motorsports com a qual a McLaren se associou para criar a Arrow McLaren SP, para seu retorno em tempo integral à Indy.

Depois de uma sugestão inicial de que os laços com a Honda de Hinchcliffe o afastariam de uma vaga em um time movido pela Chevrolet, a McLaren indicou que Hinchcliffe continuaria, apenas para então anunciar que ele seria dispensado, quando assinou com Patricio O’Ward e Oliver Askew como sua dupla de pilotos.

O CEO da McLaren, Zak Brown, disse esperar que Hinchcliffe ainda seja capaz de encontrar um caminho para 2020.

“Mesmo tirando James da vaga, estamos honrando o saldo do contrato dele, ou seja, vamos continuar a pagá-lo”, explicou Brown.

“Obviamente, pilotos de corrida gostam de correr, então eu entendo sua decepção”.

“Há muitos patrocinadores por aí, ele é imensamente popular, ele é apoiado pela Honda há algum tempo, então espero que entre a Honda e as equipes que manifestaram algum interesse e patrocinadores, espero que ele esteja no grid.”

“Certamente esperávamos competir com ele. Mas foi uma decisão que se baseou no que achamos melhor para a nossa equipe de corrida a longo prazo.”

Brown falou sobre o fato de que a McLaren agora estava tendo que pagar a um piloto para não competir.

“A conta dos pilotos aumentou”, reconheceu.

“Comercialmente, a equipe é bem financiada. Temos alguns parceiros que assinamos. Temos mais por vir, então, em última análise, a equipe terá uma conta de pilotos mais alta do que o planejado em 2020, mas nada que possa prejudicar o banco”.

Ele admitiu que a decisão de deixar Hinchcliffe, tornará a McLaren impopular em algumas seções da base de fãs da Indy, mas disse que o “potencial de superestrela” de Askew e O’Ward, fez da mudança uma aposta que vale a pena ser realizada.

“Estou ciente da falta de popularidade da decisão com a base de fãs de James. Entendo totalmente”, disse Brown.

“Nós comentamos que ele estaria no carro em 2020, e na época em que fizemos esses comentários, ele estaria no carro em 2020”.

“Nos negócios e nas corridas, as coisas mudam. Os ambientes de negócios mudam.”

Mas ele acha que a dupla com o americano Askew, de 22 anos, e o mexicano O’Ward, de 20 anos, excitará os fãs.

O’Ward já impressionou em campanhas parciais com a Harding Racing e a Carlin, e esteve brevemente nos livros da Red Bull este ano.

“Muitas pessoas estão muito empolgadas em ver os dois últimos campeões da Indy Lights, a formação de pilotos mais jovem, em ver como nos apresentaremos em St Pete na próxima temporada”, disse Brown.

“No final, precisamos fazer o melhor para a equipe e isso nem sempre será necessariamente a decisão mais popular.”

“Para mim, o mais importante é que espero que todos abraçem Oliver e Pato, e pelo que vi na reação dos fãs, enquanto alguns fãs desapontam da mesma forma, há muita emoção em torno dessa formação de pilotos”, completou.

 

Receba as notícias da F1Mania pelo WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/HCe0RomLk5a0es06X99dHI

 

Inscreva-se em nosso canal no YouTube: https://www.youtube.com/user/f1mania?sub_confirmation=1

 

Confira os últimos vídeos do canal da F1MANIA no YouTube – Visitamos o DAYTONA INTERNATIONAL SPEEDWAY | FÉRIAS F1MANIA:

 

FELIPE MASSA disputa corrida de karts elétricos em SÃO PAULO | FÓRMULA E:

 

HEINEKEN: #OBRIGADOSENNA, filme exalta poder de união do ídolo brasileiro AYRTON SENNA:

 

12º no geral, Felipe Massa comenta os testes da pré-temporada FÓRMULA E 2019/2020 realizado em Valência:

 

Lucas Di Grassi comenta os testes da pré-temporada 2019/2020 da Fórmula E

 

EXTREME E revela área da Amazônia, no Brasil, onde acontecerá etapa da categoria:

 

O que um piloto de Fórmula E faz durante as férias?

 

PORSCHE ENDURANCE SERIES |300 KM DE GOI NIA | MELHORES MOMENTOS: