McLaren em tempo integral na IndyCar: “É apenas uma questão de quando, do que se”

O chefe da McLaren, Zak Brown, revelou que a equipe espera um lugar permanente na IndyCar, com os acionistas apoiando a decisão.

Fernando Alonso vai correr a Indy 500 deste ano, a segunda vez do espanhol com a McLaren, em sua busca pela Tríplice Coroa. Alonso já venceu o Grande Prêmio de Mônaco e as 24 Horas de Le Mans, faltando apenas as 500 Milhas de Indianápolis para completar o feito.

Brown elogiou o evento e a categoria: “Somos grandes fãs desta série de corridas. Acho que Mark Miles e sua equipe fizeram um excelente trabalho.

“As corridas são excelentes – ótimas equipes, ótimos pilotos e ótimos locais”, disse Brown, que esteve presente no GP de Long Beach do último domingo.

“Então é um lugar que a McLaren gostaria de correr.”

Apesar do foco na Fórmula 1, o americano pretende ampliar a atuação da McLaren.

“Estamos muito focados na Fórmula 1, e continuaremos muito focados na Fórmula 1, mas agora já concluímos a contratação dos líderes para a equipe de Fórmula 1, James Key começou como diretor técnico e Andreas Seidl é o diretor administrativo da equipe de Fórmula 1.

“Eles irão se juntar no próximo mês, e nós realmente precisamos concluir isso”, disse Brown ao ‘Motorsport.com’.

“E então, pensando adiante e conseguindo o equipamento, fazer o investimento em correr em Indianápolis este ano da maneira como estamos fazendo é mais um passo nessa direção”, acrescentou.

Brown afirmou que a participação na IndyCar tem o total apoio dos investidores da McLaren, mas destacou a importância do movimento acontecer no momento certo com relação à Fórmula 1.

“Eu preciso estar convencido sobre o momento da mudança.

“Estou convencido de que deveríamos estar na IndyCar, mas preciso ter certeza de que estamos felizes com a nossa posição na Fórmula 1.

“Tivemos um bom período de entressafra e boas primeiras corridas, mas foram apenas algumas corridas.

“Este fim de semana (na China) não foi um ótimo fim de semana até agora, mas sabíamos que seria assim com o quão perto está o pelotão intermediário.”

“Mas os acionistas apoiam muito as corridas da IndyCar. É apenas uma questão de quando, do que se, e isso será uma decisão coletiva.

“Se vai acontecer em 2020, acho que precisaríamos tomar essa decisão no verão para estarmos devidamente preparados.

“Prosseguirei com a recomendação definitiva quando o momento estiver correto e quando nós, como organização, conseguirmos realizar várias séries de corrida de maneira competitiva, sem que uma drene os recursos de outra. E ainda não estamos lá.”

A Indy 500 acontece no dia 26 de maio e marcará a segunda tentativa de Alonso em vencer a competição na sua busca pela Tríplice Coroa, conseguida apenas por Graham Hill – em 1972 depois de vencer as 24 Horas de Le Mans. Hill venceu o Grande Prêmio de Mônaco de F1 em 1963, 64 e 65 para em 1966 faturar as 500 Milhas de Indianápolis. Ele ainda venceu o GP de Mônaco nos anos de 1968 e 1969.

 

 

Confira os últimos vídeos do canal da F1MANIA no YouTube – Resumão do fim de semana do GP 1000 de Fórmula 1:

 

ePRIX DE ROMA | Melhores Momentos | FÓRMULA E 2018/19 – 7ª etapa

 

ePRIX DE ROMA – Lucas di Grassi fala sobre sua corrida e os bons pontos somados no Mundial

 

‘GAME OF ROMES’ – Fórmula E lança vídeo baseado na série de sucesso GAME OF THRONES

 

Fórmula 1 anuncia o Brasil como uma das sedes do “F1 Festival” em 2019

 

FÉRIAS F1MANIA | Pilotamos uma FERRARI 488 GTB no SPEEDVEGAS: