Ferrucci feliz por deixar o caminho do mundo “duro e cruel” da F1

Santino Ferrucci está ansioso para uma temporada completa na Indy, em um ambiente que ele diz ser muito mais indulgente do que a Fórmula 1.

O jovem de 20 anos teve um tumultuado 2018, perdendo seu lugar na Fórmula 2, depois de um final de semana selvagem em Brampton, onde ele acertou o carro do seu companheiro de equipe após a bandeira quadriculada, depois não compareceu aos comissários de pista, e foi ‘pego’ conduzindo seu carro de corrida pelo pitlane, enquanto usava o seu celular.

Embora o dono da equipe Gene Haas e o chefe da equipe, Guenther Steiner, tenham inicialmente concluído que Ferrucci manteria seu papel como piloto de desenvolvimento da equipe Haas, as duas partes seguiram caminhos separados no final de 2018.

Isso deixou Ferrucci livre para aproveitar uma oportunidade de temporada na Indy, com a Dale Coyne Racing, com o piloto americano dizendo que está “feliz pela oportunidade”.

“É uma tarefa muito difícil de se encaixar em um grid da Fórmula 1”, disse Ferrucci ao Indycar.com. “Eu honestamente não sinto muita falta do lado europeu do esporte. Não é uma atmosfera muito boa”.

“É muito duro, é muito cruel, é muito exigente. Voltando para casa aqui para a América, onde é mais uma família, é muito mais agradável e tudo o que acontece, muito mais indulgente”.

Muito dizem que Ferrucci tem uma atitude ruim, é arrogante e ainda não aceitou a responsabilidade, ou se desculpou por esses eventos em Silverstone.

“Muitas pessoas ainda não sabem quem eu sou totalmente, ainda tem muitas opiniões sobre mim”, disse Ferrucci. “Ser capaz de ter a oportunidade de até mesmo vir e correr na Indy tem sido tremendo, especialmente de Dale.”

Qualquer que seja o seu passado, suas observações sobre pilotar na Indy 500, pintam o nativo de Woodbury, Connecticut, em uma luz ligeiramente diferente, parecendo honesto e respeitoso em sua avaliação.

“Estou muito nervoso”, explicou Ferrucci. “Eu só tive uma outra experiência em oval em toda a minha carreira, e isso foi no Texas para a minha avaliação de novato em outubro passado. É muito diferente”.

“Pela Indy 500 ser minha primeira corrida oval, você leva tudo que Seb (Bourdais, companheiro de equipe) lhe diz para o coração. Você ouve tudo o que ele diz. Você não quer errar, porque quer ganhar a confiança dos veteranos, porque se eles não quiserem correr com você, você está fora, mais ou menos”.

“Se você ouvir, você tem a oportunidade de mostrar que você é são, que você pode correr, que você é inteligente e você está pensando. Desta forma, você pode pelo menos ter uma chance e brincar com os meninos grandes”, concluiu Ferrucci.

Confira os últimos vídeos do canal da F1MANIA no YouTube – ePRIX DA CIDADE DO MÉXICO | Melhores Momentos | FÓRMULA E 2018/19 – 4ª etapa

 

F1 2019 | HAAS VF-19 e ALFA ROMEO C38 são apresentados em Barcelona:

 

F1 2019 | Ferrari apresenta SF90 vermelha e preta fosco:

 

F1 2019 | MCLAREN apresenta o MCL34:

 

F1 2019 | Racing Point apresenta seu carro para a Fórmula 1:

 

F1 2019 | Red Bull apresenta RB15 ‘roxo, preto e vermelho’:

 

F1 2019 | Mercedes apresenta nova pintura para o W10:

 

F1 2019 | Renault apresenta o R.S.19:

 

“F1 2019 | Toro Rosso apresenta o STR14”:

 

FÉRIAS F1MANIA | Pilotamos uma FERRARI 488 GTB no SPEEDVEGAS: