DragonSpeed fará estreia na Indy participando de algumas etapas em 2019

A Dragonspeed confirmou que fará sua estréia na Indy em 2019, participando de algumas etapas, tendo como objetivo participar de toda a temporada em 2020.

Haverá um único carro na equipe americana, e será equipado com motores Chevrolet.

Ben Hanley, com experiência prévia em monopostos na GP2 e na Fórmula Renault 3.5, irá pilotar o carro.

A programação do DragonSpeed, inclui a abertura da temporada nas ruas de São Petersburg em 10 de março, o Barber Motorsports Park em 7 de abril, a Indianapolis 500 em 26 de maio, o Road America em 23 de junho e sua aparição final no Mid-Ohio Sports Car em 28 de julho.

A equipe da Flórida também corre atualmente na Le Mans Series da Europa, onde ganhou o título de 2017, também compete no Campeonato Mundial de Endurance em ambas as classes LMP.

“A Indy está desfrutando de uma grande recuperação, graças à qualidade das corridas produzidas pela atual regulamentação”, disse o diretor da equipe, Elton Julian.

“Os torcedores, as equipes, os fabricantes e patrocinadores perceberam isso, e acho que a NBC também viu isso quando decidiu assumir a cobertura televisiva exclusiva”.

“Com muito interesse de novos participantes, também estamos gratos pelo apoio da Indy ao nosso interesse em participar da categoria, e à Chevy por darem espaço para nós em seu programa de motores.”

“Para a equipe, é uma questão de nossa crescente experiência alcançar nossas ambições. As últimas temporadas de corridas de resistência nos deram uma plataforma intensiva para desenvolver nossa preparação, engenharia de corrida, pit stop e habilidades estratégicas”.

“Há algumas impressionantes credenciais para fórmulas, e o ritmo e os detalhes excepcionais de Ben parecem adequados à configuração, e os pneus devem ser um grande trunfo”.

“Nada disso é para minimizar a dificuldade do desafio pela frente, porque a Indy é a categoria mais difícil que já disputamos, com a maior corrida do mundo como peça central”, concluiu.