Depois de falha em 2017, McLaren troca a Honda pela Chevrolet para a Indy 500

A McLaren confirmou que vai usar os motores Chevrolet nas 500 Milhas de Indianápolis em 2019. A equipe de Woking anunciou no mês passado que voltaria ao grid para a 103ª edição da Indy 500 com Fernando Alonso.

A equipe não confirmou se será uma entrada única com Alonso, ou se terá um segundo carro para a corrida. Como esperado, ela fechou um contrato com a Chevrolet ao invés da Honda, diferente do que fez quando participou em 2017 em parceria com a Andretti Autosport.

Apesar do domínio da Chevrolet no campeonato desde 2012, ela venceu apenas três vezes na Indy 500 contra quatro da Honda nesse período. No início deste ano, ganhou sua primeira Indy 500 com Will Power desde que Juan Pablo Montoya cruzou a linha de chegada na P1 em 2015.

Falando sobre a escolha da Chevrolet, o bicampeão de Fórmula 1 Alonso disse: “Ter os motores Chevrolet significa que estamos nos colocando na melhor posição possível para andar na frente.”

A McLaren trabalhou com a Chevrolet nos anos 70 como parte de seu programa na CamAm. O presidente da McLaren na IndyCar, Bob Fernley, destacou a parceria com a fabricante norte-americana como “uma peça chave do nosso plano para a Indy 500 em 2019.

“Como o atual motor vencedor, a Chevrolet nos coloca em uma posição forte para competir neste evento incrivelmente desafiador.

“Nós rapidamente estabelecemos uma forte relação de trabalho com a equipe da Chevrolet, que são absolutamente profissionais, comprometidos com o desafio e verdadeiros pilotos.”

 

Veja alguns vídeos do nosso Canal no Youtube. Confira:

Victor Berto visita a “Dream Racing” em Las Vegas e pilota uma Maserati GranTurismo Sport e uma Ferrari F430 Scuderia no “Las Vegas Motor Speedway”, que recebe etapas da NASCAR em seu oval. Confira o vídeo:

GEN2 – As peças e componentes da SEGUNDA GERAÇÃO de carros da FÓRMULA E:

Victor Berto, direto de Las Vegas, te leva para um passeio a bordo da LAMBORGHINI HURACAN LP610-4, uma MERCEDES AMG GTS V8 e uma MCLAREN 570S, 250 km/h em Lake Mead. Confira o vídeo: