Zona de ataque no ‘estádio’ confirmada para o México

A Zona de Ataque para o ePrix da Cidade do México no próximo final de semana, será posicionada na seção do estádio Foro Sol, do Autodromo Hermanos Rodriguez.

Os pilotos passam na Zona de Ataque para ativar os 25 kW extras de potência permitidos, e também, estará no interior da pista pela primeira, vez desde que foi implantada no início da temporada.

A mudança para inserir a área da Zona de Ataque no estádio, foi feita principalmente para os espectadores, a fim de uma apreciação mais visual do sistema, sendo testemunhada pelos fãs.

Com esse posicionamento da Zona de Ataque, é provável que os pilotos possam mais facilmente defender posições, em comparação com as corridas anteriores, de acordo com Tom Dillmann da NIO.

“Acho que vai ser difícil para o cara que está atrás passar, porque você está cobrindo o lado de dentro entre as curvas 8 e 9”, disse Dillmann ao e-racing365.

“Você vai perder tempo, obviamente, mas mesmo se você estiver muito atrás, perderá do lado de fora na 9.”

Dillmann também acredita que a entrada da curva 8, pode causar problemas durante a corrida no próximo sábado.

“Pode haver alguns incidentes, na verdade, porque a velocidade máxima na curva 8 será muito mais lenta que o normal, então, se você estiver atrás, poderá se surpreender com isso. Vai ser complicado”, disse ele.

Naquela área da pista, houve um acidente múltiplo na edição de 2017 da corrida, quando Nico Prost e Nick Heidfeld colidiram, provocando um tumulto que também envolveu Felix Rosenqvist e Mitch Evans.

 

Confira os últimos vídeos do canal da F1MANIA no YouTube – “Pilotamos uma FERRARI 488 GTB no SPEEDVEGAS | FÉRIAS F1MANIA”:

 

EXTREME E | Corrida elétrica de SUVs será disputada nos cantos mais remotos do mundo | Entrevista com GIL DE FERRAN:

 

Confira os melhores momentos da Fórmula E em Santiago:

 

EQUIPES E PILOTOS | FORMULA E 2018/2019 | Campeonato ABB FIA Fórmula E

 

Assista ao “RESUMÃO” das novidades da F-E para temporada 2018/2019?