O que Massa, López e Di Grassi farão em suas férias?

Felipe Massa, José María López e Lucas Di Grassi têm planos muito diferentes para a pós-temporada da Fórmula E … e até um deles aproveitará a oportunidade para estudar em Harvard!

A temporada de 2018/19 da Fórmula E, que terminou há algumas semanas em Nova York, foi muito intensa para todos os pilotos, especialmente na última parte, onde houve muito em jogo e várias corridas em poucas semanas.

E enquanto a categoria de carros 100% elétricos está se preparando para outro campeonato emocionante que começará em Ad Diriyah, na Arábia Saudita, nos dias 22 e 23 de novembro, os pilotos têm atividades diferentes até voltarem aos seus carros de corrida.

 

Felipe Massa, que acaba de completar sua primeira temporada na Fórmula E como piloto da equipe de Venturi, procurará descansar em família, sem descuidar do treinamento físico.

“Continuo fazendo treinamento físico, continuo me preparando, praticando esportes, me divertindo, estando um pouco mais em casa com meu filho e minha esposa.”

“Viajando um pouco … Agora acaba o campeonato em Nova York, eu vou para Miami por alguns dias e depois para o Brasil, tentar curtir um pouco as férias e depois se concentrar e trabalhar para o próximo campeonato de Fórmula E.”

No caso do argentino “Pechito” López, o descanso será limitado devido a suas obrigações como piloto oficial da Toyota no Campeonato Mundial de Endurance, que começa sua temporada 2019/20 no dia 1º de setembro em Silverstone.

“Basicamente não paramos muito. Treinamos bastante, já que é o momento que você tem para melhorar o físico e tendo uma continuidade, sem ter que estar viajando muito. Disfrutar a familia, do tempo bom se você está na Europa ou do frio se for para Argentina, mas em definitiva é relaxar e se renovar.”, disse López.

Para Di Grassi, enquanto isso, a pós-temporada será um tempo para ir para a sala de aula, nada menos que na Universidade de Harvard.

“Eu vou para Harvard. Estou matriculado em um curso de administração de empresas e estarei estudando em Harvard durante todo o mês de setembro ”, revelou o motorista da Audi.

“A ideia é usar esse conhecimento do curso, que é um curso de liderança, é um curso muito específico oferecido pela Harvard chamado OPM (Owner / President Management), e ser capaz de usar esse aprendizado para o Roborace (onde o brasileiro é CEO) e para as outras empresas em que atuo”.