IN LOCO: Chefe da Audi Sports fala sobre desenvolvimento e compartilhamento de dados entre as equipes

O chefe da Audi Sports, Dieter Gass, conversou com os jornalistas na manhã desta sexta-feira em Nova York, sede da rodada dupla final da temporada 2018/2019 da Fórmula E. O dirigente alemão falou sobre o fornecimento e desenvolvimento do pacote Audi para duas equipes: a Abt Audi Sports e a Envision Virgin Racing.

“É uma regra da categoria estar disponível para fornecer outras equipes com o seu pacote. Para a Audi, como montadora, é ótimo, pois mais chances de vencer e mais possibilidade de desenvolvimento”, disse Gass sobre a regra que a F-E estabeleceu de que uma montadora não pode se negar a fornecer seu pacote para nenhuma outra equipe no grid desde que pagos os valores pré-estabelecidos e limitados pelo regulamento.

E tendo duas equipes correndo com o mesmo equipamento e sendo uma delas considerada equipe de fábrica, é de se imaginar que haja uma certa preocupação para aquela que seria o único time a ter o equipamento.

“Em um primeiro momento, a equipe de fábrica Abt Audi Sports ficou com um pé atrás, pois é uma equipe correndo exatamente com o mesmo pacote que o seu, mas depois eles entenderam que com o ganho de desenvolvimento que temos, vale a pena”, continuou.

Ter mais de uma equipe utilizando seu equipamento dá às montadoras a possibilidade de obter o dobro, triplo ou mais de dados e, consequentemente, evoluir no caminho correto com o seu desenvolvimento ao longo da temporada.

“O desenvolvimento do ‘powertrain’ é limitado ao longo da temporada por conta de regulamento, mas é possível evoluirmos o software, então, basicamente, temos um novo software a cada ePrix e ambas as equipes recebem a mesma atualização”, concluiu Gass.

A F1Mania/LANCE! acompanha ‘in loco’ o ePrix de Nova York, rodada dupla que encerra a quinta temporada da F-E.