Gunther passa Da Costa em última volta “surreal” e vence o ePrix de Santiago; Di Grassi em sétimo

Maximilian Gunther, da BMW, venceu o emocionante ePrix de Santiago 2020, depois de uma última volta surreal na capital chilena. Foi a primeira vitória do alemão na categoria totalmente elétrica de monopostos, a Fórmula E. A F1Mania acompanhou in loco com Victor Berto.

Antonio Felix da Costa liderou a corrida, depois de ultrapassar o alemão da BMW uma volta antes, mas não aguentou os ataques de Gunther e foi superado nos últimos metros do circuito instalado no Paquer O’Higgins.

Mitch Evans, da Jaguar Racing, que largou da pole position, terminou em terceiro, à frente de Pascal Wehrlein, da Mahindra.

A Mercedes veio na sequência com sua dupla de pilotos: Nyck de Vries à frente de Stoffel Vandoorne em quinto e sexto, respectivamente.

O brasileiro Lucas di Grassi fez uma corrida impecável em Santiago. Largando em 22º, antepenúltima posição do grid, o piloto da Audi Sport recebeu a bandeira quadriculada dentro da zona de pontuação, na sétima posição.

Daniel Abt, James Calado e Sebastien Buemi completaram os dez primeiros. Abt e Buemi estavam sob investigação e foram punidos após a corrida. Abt foi penalizado com um drive-through por incidente com Massa nos estágios finais, enquanto Buemi perdeu cinco segundos em seu tempo total por infrações técnicas da Nissan.

Outro brasileiro no grid da Fórmula E, Felipe Massa largou em quarto, mas em uma corrida cheia de complicações para o ex-F1, terminou fora da zona de pontuação em 11º. Com a penalidade de Abt e Buemi, Massa entrou novamente na zona de pontuação na 9ª posição.

A CORRIDA

Maximilian Guenther se tornou o vencedor mais jovem da história do da Fórmula E com uma manobra na última.

Ele correu entre os três primeiros no início da corrida, mas ultrapassou o pole e o líder Mitch Evans no meio do caminho, usando o Attack Mode na reta oposta, antes de fazer uma manobra sobre Da Costa na mesma parte da pista, 25 minutos mais tarde.

Da Costa, da DS Techeetah, chegou ao topo do campo passando por Evans, cujo ritmo diminuiu durante a corrida, enquanto o neozelandês se concentrava no gerenciamento de energia.

Com dois minutos mais uma volta no relógio, o piloto português fez uma bela manobra para a liderança em um dos grampos, empurrando Guenther para o lado.

Enquanto os dois pilotos tinham níveis de bateria semelhantes nas voltas finais, Da Costa foi forçado a lidar com uma bateria superaquecida e, portanto, teve que diminuir a potência.

Isso permitiu a Guenther passar pelo lado de fora na reta oposta, antes de consolidar sua liderança na segunda metade da última volta, para conquistar sua primeira vitória na Fórmula E.

O ex-piloto da BMW, Felix da Costa, terminou 2.067 segundos atrás de seu substituto, enquanto Evans, da Jaguar Racing, completou o pódio.

Logo na largada, Evans manteve a liderança, enquanto Pascal Wehrlein, da Mahindra, conseguiu uma boa largada e disparou para a segunda posição, enquanto Felipe Massa patinou e perdeu posições.

Massa chegou a andar na quarta posição, mas acabou sendo muito atrapalhado por seu companheiro de equipe Edoardo Mortara, que vinha mais rápido, porém escolheu o local errado para executar a ultrapassagem, jogando o brasileiro para perto do muro e o deixando duas posições atrás. Mortara, mais tarde, abandonaria a corrida.

“Uma corrida cheia de surpresas. Infelizmente acabei não largando muito bem, não sei o que aconteceu. Sempre fiz largadas muito boas, hoje no teste de largada o carro estava muito bem. Infelizmente tinha testado do lado direito e aí larguei do lado esquerdo, acho que o grip estava bem inferior e o carro começou a patinar na largada, acabei perdendo duas posições por isso, mas o ritmo do carro era bom”, disse Massa à F1Mania logo após a corrida. “Tivemos problemas entre os dois carros da equipe e isso me deixa um pouco chateado. A equipe não trabalhou hoje pensando no melhor resultado da equipe, então a gente tem que trabalhar nisso para fazer um resultado eficiente. Depois praticamente me tiraram da corrida, o Abt – acho que o Lucas (di Grassi) estava tentando passar ele – ele bateu em mim e rodei”.

Sam Bird foi um dos pilotos que teve uma corrida maluca, rodando na saída do hairpin, perdendo muitas posições e, ainda assim, terminando dentro da zona de pontuação – 10º colocado.

A corrida teve um breve período de bandeira amarela em todo o circuito para retirar a BMW iFE.20, pilotada por Alexander Sims, embora vários pilotos abandonaram com danos ao longo da prova.

Um deles foi o atual campeão Jean-Eric Vergne, que sofreu danos na dianteira esquerda em seu carro DS Techeetah, mas continuou pilotando pela pista até que a caixa da roda saiu na pista.

Apesar de perder o pedaço solto da sua carenagem, o francês decidiu encerrar sua corrida mais cedo. Os destroços permaneceram na pista, sem intervenção para coletá-lo do meio da reta.

Neel Jani foi outro fora depois de abandonar a primeira volta com danos causados por um grupo no meio do grupo em um dos grampos.

A etapa atual teve sete abandonos oficiais, enquanto Oliver Rowland, apesar de ter sido creditado como classificado, terminou com quatro voltas de desvantagem e uma punição na bagagem.

PRÓXIMO EP

A categoria de carros elétricos volta à ação no dia 15 de fevereiro de 2020 com o ePrix da Cidade do México.

 

Confira o resultado final do ePrix de Santiago 2020:

1) Maximilian GÜNTHER (BMW i ANDRETTI MOTORSPORT)
2) Antonio Félix DA COSTA (DS TECHEETAH)
3) Mitch EVANS (Panasonic Jaguar Racing)
4) Pascal WEHRLEIN (MAHINDRA RACING)
5) Nyck DE VRIES (Mercedes-Benz EQ Formula E Team)
6) Stoffel VANDOORNE (Mercedes-Benz EQ Formula E Team)
7) Lucas DI GRASSI (Audi Sport Abt Schaeffler Formula E Team)
8) James CALADO (Panasonic Jaguar Racing)
9) Felipe MASSA (ROKiT Venturi Racing)
10) Sam BIRD (Envision Virgin Racing)
11) Nico MÜLLER (GEOX DRAGON)
12) Oliver TURVEY (NIO 333 FE Team)
13) Sébastien BUEMI (Nissan e.dams)
14) Daniel ABT (Audi Sport Abt Schaeffler Formula E Team)
15) Robin FRIJNS (Envision Virgin Racing)
16) Ma Qinghua (NIO 333 FE Team)
17) Oliver ROWLAND (Nissan e.dams)
OUT) Jérôme D’AMBROSIO (MAHINDRA RACING)
OUT) Brendon HARTLEY (GEOX DRAGON)
OUT) Jean-Éric VERGNE (DS TECHEETAH)
OUT) Edoardo MORTARA (ROKiT Venturi Racing)
OUT) André LOTTERER (TAG Heuer Porsche Formula E Team)
OUT) Alexander SIMS (BMW i ANDRETTI MOTORSPORT)
OUT) Neel JANI (TAG Heuer Porsche Formula E Team)

 

Quer assistir ao vivo às corridas da Indy e Superbike? Acesse http://f1mania.vc/4K e experimente a DAZN grátis por 1 mês!

Receba as notícias da F1Mania pelo WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/JM217xUs7xT6Ii8qhm1TIF

Inscreva-se em nosso canal no YouTube: https://www.youtube.com/user/f1mania?sub_confirmation=1

 

Confira o “especial” de vídeos para o final de semana da Fórmula E em Santiago; a F1Mania está in loco.

Bruno Correia e Victor Berto dão uma volta no circuito do Parque O’Higgins com o SAFETY CAR da Fórmula E:

 

VOLTA VIRTUAL | ePrix de Santiago 2020:

 

Pilotos da Fórmula E já estão prontos para começar a jornada latino americana no Chile:

 

A experiência inesquecível de pilotar um carro de Fórmula E:

 

Nyck de Vries | Novos talentos da FÓRMULA E:

 

James Calado | Novos talentos da FÓRMULA E: