De La Rosa afirma que Techeetah será beneficiada com parceria da DS

Pedro de la Rosa disse que a nova parceria da Techeetah com a DS Automobiles, está fazendo uma “enorme diferença” nos bastidores, enquanto a equipe se prepara para defender seu título de pilotos no Campeonato da Fórmula E.

O consultor técnico e esportivo da DS Techeetah disse ao e-racing365, que os recursos adicionais agora disponíveis para o time chinês, acelerarão o desenvolvimento de seu DS E-Tense FE.

A Techeetah formou uma parceria com a francesa DS, depois de ganhar o título de pilotos na quarta temporada, com Jean-Eric Vergne, como uma operação de cliente da Renault.

Ele manteve tanto Vergne e o três vezes vencedor das 24 horas de Le Mans, Andre Lotterer, como seus pilotos para a nova temporada, que está começará na Arábia Saudita em 15 de dezembro.

“A primeira decisão tomada, foi a de que temos que estar sob o mesmo teto com eles. Faz uma enorme diferença, tomando decisões sobre desenvolvimento e eficiência geral da equipe”.

“Eles (DS), têm um ótimo simulador, ótimos laboratórios onde podemos trabalhar juntos em muitas áreas que não exploramos antes, porque éramos uma equipe particular”.

“Isso nos dá a oportunidade de desenvolver o carro muito mais rápido”.

O ex-piloto da McLaren, Arrows e Jaguar F1, também acha que a introdução do carro Gen 2 dificultou a identificação da hierarquia das equipes na quinta temporada.

“Esta é uma nova parceria, estamos extremamente animados”, disse ele.

“Eu acho que é muito importante para nós, vindo de uma equipe particular. Isso nos permite fazer muito mais coisas que não pudemos devido aos regulamentos”.

“No entanto, sabemos que também é um desafio, e não temos certeza de como seremos competitivos porque é uma nova geração de carros.”

Fórmula E, “O lugar certo para estar” agora.

De la Rosa admitiu que inicialmente estava cético sobre a fórmula totalmente elétrica, antes de começar seu papel na Techeetah no início deste ano.

No entanto, o espanhol disse que o fato de ele passar a maior parte de sua vida profissional na Fórmula E, em vez da F1, demonstra como a primeira está começando a amadurecer”.

“Quando a Fórmula E começou, eu não queria participar. Eu pensei que não iria se desenvolver, mas agora eu quero ir para a Fórmula E ”, disse ele.

“Isso também envia uma mensagem. Eu fui um cara de Fórmula 1 toda a minha vida, e agora acredito que o lugar certo para estar é a Fórmula E, porque está crescendo, e os fabricantes estão chegando”.

“É extremamente interessante ver como isso está mudando e mudará. É disso que gosto na Fórmula E. Adoro o fato de que os pilotos também podem fazer a diferença”.

“As corridas são extremamente próximas e não há um piloto claramente dominante”, completou.

 

Veja alguns vídeos do nosso Canal no Youtube. Confira:

Victor Berto visita a “Dream Racing” em Las Vegas e pilota uma Maserati GranTurismo Sport e uma Ferrari F430 Scuderia no “Las Vegas Motor Speedway”, que recebe etapas da NASCAR em seu oval. Confira o vídeo:

GEN2 – As peças e componentes da SEGUNDA GERAÇÃO de carros da FÓRMULA E:

Victor Berto, direto de Las Vegas, te leva para um passeio a bordo da LAMBORGHINI HURACAN LP610-4, uma MERCEDES AMG GTS V8 e uma MCLAREN 570S, 250 km/h em Lake Mead. Confira o vídeo: