D’Ambrosio diz que Nasr deveria ter sido penalizado pelo incidente no ePrix de Hong Kong

O ex-líder da Fórmula E, Jerome d’Ambrosio, disse que Felipe Nasr merecia uma penalidade pelo incidente que causou no ePrix de Hong Kong, que acabou tirando a dupla da Mahindra da corrida.

Nasr sofreu grandes danos na primeira volta da corrida depois de bater com seu companheiro de equipe da Drangon Racing, José Maria Lopez, e vários contatos subsequentes fizeram com que sua asa dianteira se arrastasse pela pista.

O dano fez com que o carro de Nasr soltasse uma fumaça branca, antes de acertar as barreiras de proteção.

A fumaça do carro de Nasr e o ângulo da curva 2 significaram que Pascal Wehrlein e D’Ambrosio também foram prejudicados pelo acidente, com os três pilotos abandonando a corrida.

“Eu acho que ficou óbvio que havia um problema com o carro de Nasr, pois havia muita fumaça saindo do carro dele, então a Dragon deveria tê-lo trazido para os boxes, arrumado o carro com segurança e depois retornasse para a corrida”, disse d’Ambrosio, que perdeu a liderança do campeonato depois do abandona em Hong Kong, via comunicado da equipe.

“Na minha opinião, eles causaram uma colisão perigosa e precisam ser penalizados.

“Foi decepcionante porque sabíamos que haveria incidentes na corrida que poderíamos ter aproveitado melhor, mas, infelizmente, isso aconteceu conosco. Temos que nos recompor e nos concentrar na próxima corrida”.

Nasr respondeu aos comentários do belga: “O que eu poderia fazer? Essas coisas são inesperadas”, disse Nasr ao ‘Autosport’.

“A asa dianteira quebrou e foi para debaixo do carro, é isso. Pode acontecer com qualquer um.

“As equipes ignoram [e monitoram], se houver uma situação insegura, elas chamam você e dizem para você desacelerar e trazer o carro para dentro. Elas podem ver da TV.”

Wehrlein comentou sua corrida e explicou que não conseguiu evitar o acidente pela falta de visibilidade.

“Foi um final de semana decepcionante, infelizmente. Não tivemos o ritmo desde o início e não conseguimos encontrar uma solução a tempo”, disse Wehrlein.

“Obviamente, a corrida foi muito curta; eu não consegui evitar o acidente porque o carro na minha frente colidiu contra o muro, então foi um final mais cedo para nós.

“Temos que trabalhar duro agora para garantir que nosso carro seja competitivo no molhado, porque sabemos que temos ritmo no seco.

“Aprendemos com isso e seguimos para Sanya”, concluiu o alemão da Mahindra.

 

Confira os últimos vídeos do canal da F1MANIA no YouTube – ePRIX DE HONG KONG | Melhores Momentos | FÓRMULA E 2018/19 – 5ª etapa

 

F1 2019 | Ferrari apresenta SF90 vermelha e preta fosco:

 

F1 2019 | MCLAREN apresenta o MCL34:

 

F1 2019 | Red Bull apresenta RB15 ‘roxo, preto e vermelho’:

 

F1 2019 | Mercedes apresenta nova pintura para o W10:

 

FÉRIAS F1MANIA | Pilotamos uma FERRARI 488 GTB no SPEEDVEGAS: