Wolff sobre o Canadá: “Que eu me lembre, foi o final de semana mais difícil”

O chefe da equipe Mercedes, Toto Wolff, admitiu que a equipe estava preocupada com a condição do W10 de Lewis Hamilton durante o Grande Prêmio do Canadá.

A equipe descobriu um vazamento hidráulico no final da tarde de sábado, que exigiu a desmontagem completa da parte traseiro do carro para corrigir o problema.

Então, ao acelerar na volta de formação, Hamilton deu um tranco no W10 e rapidamente perguntou para a equipe se ainda havia algum problema com o carro.

Falando após a corrida, Wolff admitiu que a equipe não teve um fim de semana fácil no Canadá – além da gripe que afetou metade da equipe – enquanto o carro do campeão teve que ser reconstruído.

“O que parece ser apenas uma vitória foi um fim de semana muito difícil para a equipe nos bastidores”, disse Wolff à mídia depois da corrida.

“Nós tínhamos um carro que estava completamente desmontado pela manhã, por causa do vazamento hidráulico e não tínhamos certeza se poderíamos competir e se terminaríamos a corrida.

“E também, metade da equipe estava sofrendo da gripe nos bastidores. O que ninguém vê. Foi uma questão de superação.

“Tivemos o motor que explodiu no carro do Lance (no TL3), que não sabíamos se isso iria nos afetar.

“No geral, o fim de semana de corrida mais difícil que eu me lembre, mesmo que não tenha parecido assim do lado de fora.”

 

 

Confira os últimos vídeos do canal da F1MANIA no YouTube – ePRIX DE BERLIM | Melhores Momentos | FÓRMULA E 2018/19 – 10ª etapa:

 

Lucas di Grassi comenta VITÓRIA no ePrix de Berlim 2019 – Fórmula E:

 

STOCK CAR 2019 | Goiânia | MELHORES MOMENTOS (4ª e 5ª etapa):

 

WILSINHO FITTIPALDI e seu “ADEUS” para NIKI LAUDA:

 

GP DO BRASIL 2020 será realizado no RIO DE JANEIRO, diz JAIR BOLSONARO:

 

Vídeo mostra o traçado do novo AUTÓDROMO de DEODORO no RIO DE JANEIRO

 

FÉRIAS F1MANIA | Pilotamos uma FERRARI 488 GTB no SPEEDVEGAS: