Williams precisa do triplo da taxa de desenvolvimento atual

George Russell acredita que a Williams precisa se desenvolver três vezes mais que o restante do grid da Fórmula 1, para tentar alcançar o restante dos rivais.

Williams teve um início tórrido para a temporada de 2019, perdendo os dois primeiros dias de testes da pré-temporada devido ao carro não ser construído a tempo.

Desde então, o tom tem sido o mesmo com a Williams muito mais lenta em todas as sessões até agora nesta temporada.

O estreante britânico, que tem a companhia de Robert Kubica desde o início do ano, insiste que a equipe está trabalhando para corrigir a situação, mas pode exigir três vezes mais trabalho apenas para alcançar o pelotão intermediário.

“Do meu lado, guiando o carro, estou tentando direcionar a equipe para o lugar certo”, disse ele à ‘Autosport’.

“Agora eu só tenho que acreditar na equipe para fazer as coisas: os designers, os aerodinâmicos, sair e tentar conseguir alguma coisa. Todo mundo está trabalhando o mais rápido possível para tentar melhorar.

“Na Fórmula 1, todo mundo melhora. Nós não precisamos simplesmente melhorar, mas temos que melhorar o dobro ou o triplo da taxa de todos os outros, o que na realidade é extremamente difícil.

“Temos que permanecer positivos, mas também precisamos ser realistas. Não podemos estar buscando muito mais do que estamos alcançando no momento.

“Na Fórmula 1, todo mundo está se desenvolvendo e temos que encontrar uma certa ‘mágica’ para tentar superar isso.”

 

 

Confira os últimos vídeos do canal da F1MANIA no YouTube – Resumão do fim de semana do GP 1000 de Fórmula 1:

 

ePRIX DE ROMA | Melhores Momentos | FÓRMULA E 2018/19 – 7ª etapa

 

ePRIX DE ROMA – Lucas di Grassi fala sobre sua corrida e os bons pontos somados no Mundial

 

‘GAME OF ROMES’ – Fórmula E lança vídeo baseado na série de sucesso GAME OF THRONES

 

Fórmula 1 anuncia o Brasil como uma das sedes do “F1 Festival” em 2019

 

FÉRIAS F1MANIA | Pilotamos uma FERRARI 488 GTB no SPEEDVEGAS: