Vettel: F1 não define quem eu sou

Embora ele admita que a Fórmula 1 é importante em sua vida, Sebastian Vettel está convencido de que seu modo de guiar não define a pessoa que ele é.

O quatro vezes campeão mundial é um dos poucos pilotos no paddock que não marca presença na mídia social. Ele prefere manter sua vida privada, com sua esposa e seus dois filhos que raramente aparecem nas corridas.

Isso levou a reclamações do alemão ser chato, com o ex-empresário da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, mesmo indo tão longe ao dizer que é por isso que Lewis Hamilton é campeão mundial e melhor que o atual líder do campeonato de pilotos.

O britânico acrescentou: “Sebastian também não está fazendo muito pela F1. As pessoas dificilmente o reconhecem na rua”.

Vettel , no entanto, não tem intenção de mudar. Em entrevista ao ‘Guardian’, ele disse:

“Obviamente, a F1 é uma grande parte da minha vida, mas não é a coisa mais importante. Eles estão ligados, mas é importante que saibam que isso não define quem eu sou”, comentou o tetracampeão mundial.

“Eu não me sinto especial por causa do que faço para um especifico trabalho. Eu também faço muitas outras coisas. Então, isso não me define como pessoa. Não é quem eu sou, é o que eu faço”.

“Estou feliz em fazer coisas que as pessoas acham chatas, mas para mim não são. Estar em casa, cortar a grama. Eu cozinho – não tão bem, mas de vez em quando”, brincou Vettel.

“Eu levo as crianças na escola, faço compras, pego o metrô e o ônibus. Eu acho que é normal ser normal”.

“Eu sou esportista, não sou celebridade. Então, quando eu vou a algum lugar e alguém me reconhece, acho que eles estão interessados ​​em esportes e não em como eu faço meu cabelo, ou quais sapatos eu estou usando ou quaisquer outras besteiras”.

O alemão também analisou sua rivalidade com Hamilton, que vê os dois pilotos lutando pelo seu quinto título mundial nesta temporada. Vettel lidera a temporada por oito pontos.

“É algo que você quer, você quer estar em grande rivalidade”, diz ele.

“Você quer estar em uma posição para que você possa lutar pela vitória, que é a satisfação final, é claro que é mais intenso quando está mais perto”, completou Vettel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *