Todt espera que Vandoorne tenha uma segunda chance na F1

Nicolas Todt espera que, no futuro, Stoffel Vandoorne tenha uma segunda chance na Fórmula 1. O belga foi demitido pela McLaren após o final da temporada de 2018, depois de dois anos completos com a equipe.

Vandoorne teve um ano difícil na equipe de Woking, que lutou para tentar desenvolver o MCL33. O piloto de 26 anos não conseguiu superar o companheiro de equipe Fernando Alonso nenhuma vez, e terminou a temporada em décimo sexto no campeonato de pilotos.

A McLaren optou por substituir Vandoorne por Lando Norris na temporada 2019, deixando Vandoorne em busca de uma oportunidade no campeonato da Fórmula E. Todt acredita que ele teve falta de sorte, por ter um carro ruim para trabalhar em 2018.

“Primeiro de tudo, ele estava em um carro ruim, isso não ajuda”, Todt disse para o Speedweek. “Mas na parte inferior do grid, nada ajuda, tem a ver com o material que lhe é oferecido.”

“Ele também tinha um dos melhores pilotos do mundo ao lado dele. Mesmo que seu carro seja ruim, você tem que derrotar seu companheiro de equipe, pelo menos de vez em quando, e se você perder a disputa de qualificação por 21-0, você quase certamente não sobreviverá na Fórmula 1”.

“Então as coisas deram errado, ainda estou convencido de que ele é um excelente piloto e espero que ele tenha uma segunda chance.”

Depois de uma difícil corrida de abertura para sua carreira na Fórmula E no mês passado na Arábia Saudita, Vandoorne esteve de volta neste final de semana em Marrakesh para a segunda etapa da temporada 2018/19, porém abandonou na primeira volta da corrida, depois de colidir com Gary Paffett.