Stroll e Sirotkin terão dois engenheiros cada na temporada 2018 da F1

Sergey Sirotkin e Lance Stroll terão dois engenheiros de corrida para a temporada 2018 da Fórmula 1 como parte de uma reorganização operacional da Williams F1.

James Urwin continuará trabalhando com Stroll nesta temporada, mas compartilhará deveres com Luca Baldisserri, que completou as quatro últimas corridas de 2017, enquanto Urwin estava de licença paternidade.

Andrew Murdoch, que trabalhou com Felipe Massa no ano passado se juntará com Paul Williams, anteriormente da área de aerodinâmica, para serem engenheiros de Sirotkin.

“Tivemos algumas mudanças operacionais e acho que, pelo que vi agora (no teste de Barcelona), elas são realmente positivas”, disse um dos chefes da equipe, Rob Smedley.

“Temos quatro engenheiros de corrida em vez de tentar separá-los entre dados e corrida, como eram chamados. Como temos dois jovens pilotos, é fundamental que a informação seja processada rapidamente e compartilhada, de modo que tenhamos uma visão coerente da equipe.

Smedley também comentou que Stroll e Sirotkin estão trabalhando junto com o piloto de reserva, Robert Kubica. “Vi ambos falando com ele (Kubica) por sua experiência.

“Robert está feliz em se envolver e contribuir com sua experiência. Robert vai fazer alguns testes conosco, o que significa que ele terá uma boa situação de como o carro atual é, e podemos aproveitar sua experiência.

Os ajustes de pessoal fazem parte de um projeto mais amplo da Williams para aumentar a profundidade de sua organização para lidar com as demandas de um calendário que já apresenta 21 corridas e pode se expandir no futuro.

“Se tivermos 25 corridas, teremos a necessidade de ter um time estável viajando”, disse Smedley.

“Tendo isso, você quer suas melhores e mais experientes pessoas. Tudo isso não se encaixará, geralmente suas melhores e mais experientes pessoas nem sempre estarão a bordo com 25 corridas por ano”.