Steiner afirmou que “não foi fantástico, mas não o fim do mundo”

O chefe da Haas, Guenther Steiner, não ficou particularmente feliz com o resultado da sua equipe no sábado, mas afirmou que não foi “o fim do mundo”.

Kevin Magnussen vai começar amanhã o Grande Prêmio da China em nono lugar, um lugar à frente de seu companheiro de equipe, Romain Grosjean, no grid de largada.

Ambos os carros da Haas não saíram a tempo de completar uma volta no Q3, algo com que Magnussen ficou desapontado, mas ficou satisfeito por estar lá em primeiro lugar.

“Foi bom estar no Q3, mas não é bom ter zero voltas”, reconheceu Magnussen. “Todo mundo saiu dos boxes ao mesmo tempo, eu saí um pouco atrasado, perdi seis ou sete carros. Não consegui cruzar a linha antes da bandeira quadriculada”.

“Eu estava no final da fila, então não consegui uma volta. Não acho que teríamos sido muito melhores se tivéssemos a volta, mas ainda seria bom tentar. Mas pelo menos temos alguns bons pneus para amanhã”.

“Não sou tão otimista para o domingo, mas espero que tenhamos um bom resultado, vamos ter que esperar para ver.”

O chefe da Haas, Steiner, tirou os pontos positivos de ambos os carros da equipe no Q3, mas tal como o Magnussen, ficou desapontado com o resultado final.

“Do lado positivo, tivemos os dois carros no Q3 nas três primeiras corridas desde o começo do ano”, disse o chefe da Haas. “Essa é uma exibição muito forte. Na última saída no Q3, não conseguimos chegar à linha de chegada no tempo porque todos estavam se juntando. Não é fantástico, mas não é o fim do mundo”, concluiu.

 

 

Confira os últimos vídeos do canal da F1MANIA no YouTube – Chegou o GP 1000 da Fórmula 1:

 

Vettel bate repetidas vezes no simulador em Xangai:

 

ePRIX DE SANYA | Melhores Momentos | FÓRMULA E 2018/19 – 6ª etapa

 

‘GAME OF ROMES’ – Fórmula E lança vídeo baseado na série de sucesso GAME OF THRONES

 

Fórmula 1 anuncia o Brasil como uma das sedes do “F1 Festival” em 2019

 

FÉRIAS F1MANIA | Pilotamos uma FERRARI 488 GTB no SPEEDVEGAS: