Sem substituto definido, Gasly não correrá o GP dos EUA

Os chefes da Red Bull precisam de uma rápida decisão sobre o substituto de Pierre Gasly, da Toro Rosso, para o Grande Prêmio dos EUA no próximo final de semana.

Dr. Helmut Marko, um dos chefes da Red Bull, afirmou que o comunicado da mídia dizendo que Gasly iria correr ao lado de Daniil Kvyat, em Austin, estava errado.

Ele disse que o time foi “pego de surpresa” pelo acordo entre Renault e Red Bull sobre a ida antecipada de Carlos Sainz para a fabricante francesa.

“Renault decidiu muito tarde e era inesperada essa mudança de (Jolyon) Palmer”, disse Marko ao ‘Auto Motor und Sport’.

“Gasly não pode pilotar em Austin porque nosso novo parceiro de motor, a Honda, quer que ele conquiste o título da Super Fórmula ao mesmo tempo no Japão”, acrescentou. “Não podemos negar o desejo deles”.

Existe uma grande lista de possíveis substitutos para Gasly.

Entre eles estão Robert Kubica, Sergey Sirotkin, Sebatien Buemi e até Takuma Sato e o campeão da IndyCar, Jose Newgarden foram cogitados para a corrida dos EUA.

“Não se preocupe”, disse Marko. “Nós saberemos quem será o segundo na Toro Rosso na próxima terça-feira”.

Buemi, piloto de longa data da Red Bull, talvez seja o favorito.

Mas Marko admitiu que trazê-lo de volta à F1 em tempo integral no próximo ano como substituto de Carlos Sainz seria muito improvável.

“Mesmo que a Toyota deixe Le Mans, seria difícil conseguir Buemi no próximo ano por causa da Honda”, disse Marko, referindo-se ao contrato existente com o piloto suíço.

“A rivalidade entre as empresas japonesas é muito grande”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *