Ricciardo afirmou que 2018 foi a temporada mais intensa e desafiadora que já teve

Daniel Ricciardo acredita que sua temporada de 2018, foi “a mais desafiadora e intensa”, que já teve em sua carreira na F1.

Ricciardo começou o ano brilhantemente, vencendo duas das seis primeiras corridas, na China e em Mônaco, mas teve muitos problemas na segunda metade da temporada com abandonos e problemas no carro.

Isso resultou em uma queda para o sexto lugar na classificação do campeonato no final do ano.

Ricciardo afirmou que com cem por cento de certeza, 2018 tinha sido um dos mais difíceis de sua carreira.

“Mentalmente, me testou, mas acho que isso só vai me fortalecer na pista.”

“Mesmo puramente sobre os resultados, e depois com tudo o mais em cima disso.”

“Há as coisas do contrato, a alta de Mônaco, a baixa dos abandonos, foi de longe a temporada mais intensa e desafiadora que eu já experimentei.”

O australiano acertou sua mudança para a Renault em 2019, para pilotar ao lado de Nico Hulkenberg, durante as férias de verão.

Ele resumiu sua temporada como uma “montanha-russa”, em relação à sua vitória na China, onde ele assumiu a liderança nos últimos estágios da corrida.

“Acho que resume a montanha-russa de como foi o ano”, explicou Ricciardo.

“Mas então, para sair daquele fim de semana, eu não estava apenas orgulhoso do que tinha conseguido, estava muito orgulhoso do time e orgulhoso de todos que me ajudaram a chegar a esse ponto no domingo à tarde.”

“Também ouvi dizer que a decisão de assumir a liderança da corrida, foi a superação do ano, ou algo assim. Então isso é muito legal. Grande fim de semana com certeza”, concluiu.