Red Bull minimiza Alonso em 2019: “Ele tende a causar o caos por onde passa”

Christian Horner diz ser improvável que Fernando Alonso substitua Daniel Ricciardo na Red Bull na próxima temporada.

Após o anúncio de Daniel Ricciardo de que ele deixará a Red Bull no final da temporada, o chefe da Red Bull, Christian Horner, tentou minimizar os rumores sobre Alonso na vaga do australiano.

Carlos Sainz e Pierre Gasly, dois pilotos juniores da Red Bull, parecem os candidatos mais prováveis no momento.

Alonso está na McLaren atualmente e é óbvio ver a crescente frustração do espanhol em seu time, com sua contínua falta de sucesso.

Horner afirmou que um movimento para Alonso seria “insalubre” para a Red Bull.

“Não tenho nada além de um enorme respeito por Fernando. Ele é um ótimo piloto, um piloto fantástico”, disse Horner ao site oficial da Fórmula 1.

“Mas eu acho muito difícil de ver… ele tende a causar um pouco de caos onde ele passa. Não tenho certeza se seria a coisas mais saudável para a equipe ter Fernando chegando.”

A Red Bull, no passado, promoveu pilotos de seu próprio programa júnior e Horner confirma que é isso que o time quer continuar fazendo.

“Nossa preferência seria continuar a investir na juventude do que pegar um piloto que está obviamente próximo ao fim de sua carreira”, acrescentou Horner.

“Temos a sorte de termos vários pilotos sob contrato que são grandes talentos. Então, acho que vamos nos sentar e apenas analisar e avaliar qual é a situação.

“É um carro incrivelmente atraente de pilotar e não acho que vamos ficar sem pedidos e ofertas.”