Raikkonen acredita que a queda de temperatura dos pneus custou algumas posições para ele

O piloto da Alfa Romeo, Kimi Raikkonen, acredita que a mudança na temperatura dos pneus durante a corrida, significou que ele não terminou tão alto quanto gostaria no Grande Prêmio da China.

Raikkonen terminou em nono em Xangai, atrás de Sergio Perez e Daniel Ricciardo. Mas o finlandês acredita que ele teria a chance de passar pela dupla se não tivesse perdido a temperatura nos pneus durante as etapas finais do milionésimo Grande Prêmio de Fórmula 1.

O ex-piloto da Ferrari disse que seu Alfa Romeo estava forte em ritmo de corrida, ao disputar no pelotão intermediário, depois de uma decepcionante sessão de classificação no sábado.

“Obviamente, pelo menos conseguimos alguns pontos e foi melhor que ontem, com certeza”, explicou Raikkonen ao Motorsport.com. “O carro estava funcionando muito bem, mas no final, eu perdi a temperatura nos dois pneus dianteiros”.

“Eu acho que com os meus pneus o desgaste foi muito bom, mas ficou muito frio e eu perdi a aderência na frente, então eu não pude mais apertar. Foi uma pena porque eu senti que poderia facilmente ter pego os outros carros, mas não deu certo no final”.

Do outro lado da Alfa Romeo, Antonio Giovinazzi não conseguiu terminar no top 10 mais uma vez, com o italiano sendo superado por seu companheiro de equipe muito mais experiente, Raikkonen.

 

 

Confira os últimos vídeos do canal da F1MANIA no YouTube – Chegou o GP 1000 da Fórmula 1:

 

ePRIX DE ROMA | Melhores Momentos | FÓRMULA E 2018/19 – 7ª etapa

 

ePRIX DE ROMA – Lucas di Grassi fala sobre sua corrida e os bons pontos somados no Mundial

 

‘GAME OF ROMES’ – Fórmula E lança vídeo baseado na série de sucesso GAME OF THRONES

 

Fórmula 1 anuncia o Brasil como uma das sedes do “F1 Festival” em 2019

 

FÉRIAS F1MANIA | Pilotamos uma FERRARI 488 GTB no SPEEDVEGAS: