Patrocinadores de Sirotkin queriam desconto da Williams

O ex-piloto de Fórmula 1, Mika Salo, revelou que um desentendimento sobre as finanças levou à saída de Sergey Sirotkin da Williams.

Salo vinha trabalhando com Sirotkin como parte do programa de apoio da SMP em 2018, mas a temporada acabou resultando na substituição do russo por Robert Kubica para a temporada de 2019.

Após a confirmação da saída de Sirotkin, seus patrocinadores, a SMP, alegaram que foram eles que decidiram interromper a parceria e não o contrário.

Salo tem repetido essas alegações, afirmando que os patrocinadores de Sirotkin estavam procurando um acordo com preço reduzido para a vaga, dada a temporada horrível que a Williams teve em 2018.

“Foi até muito para a Williams”, disse Salo à emissora finlandesa MTV.

“É claro que queríamos diminuir um pouco o preço, e ter uma garantia de que a Williams melhoraria. Nós não chegamos num consenso”.

“Essa é uma das razões pelas quais eu não estou preocupado que Sergey saia.”

Salo também sugeriu que um retorno ao Campeonato Mundial de Endurance, está nos planos para Sirotkin.

“Sergey fez uma boa temporada”, acrescentou Salo.

“Ele fez um bom trabalho e a equipe gostou dele. Seu conhecimento técnico é surpreendente e temos carros LMP (protótipos de Le Mans), que precisam de um piloto do nível de Sergey.”

Depois que foi anunciado que Kubica estará retornando como piloto titular na Fórmula 1 com a Williams, foi revelado que seu patrocinador, a companhia petrolífera polonesa PKN Orlen, havia fechado um acordo comercial com a equipe de Grove que inclui publicidade em ambos os carros FW42 na próxima temporada.

 

Veja alguns vídeos do nosso Canal no Youtube. Confira:

Victor Berto visita a “Dream Racing” em Las Vegas e pilota uma Maserati GranTurismo Sport e uma Ferrari F430 Scuderia no “Las Vegas Motor Speedway”, que recebe etapas da NASCAR em seu oval. Confira o vídeo:

GEN2 – As peças e componentes da SEGUNDA GERAÇÃO de carros da FÓRMULA E:

Victor Berto, direto de Las Vegas, te leva para um passeio a bordo da LAMBORGHINI HURACAN LP610-4, uma MERCEDES AMG GTS V8 e uma MCLAREN 570S, 250 km/h em Lake Mead. Confira o vídeo: