GP de Singapura de F1: Reveja o AO VIVO do primeiro treino na Marina Bay

Daniel Ricciardo, piloto da Red Bull, liderou a primeira sessão de treinos em Singapura, com o tempo de 1:39.711. O australiano foi seguido por seu companheiro de equipe Max Verstappen, que ficou apenas dois décimos de segundo atrás.

Reveja o AO VIVO da F1Mania para o primeiro treino livre do Grande Prêmio de Singapura de F1:

PARA A EXPERIÊNCIA COMPLETA DO “TEMPO REAL DA F1MANIA”, CLIQUE AQUI!

O GP de Singapura foi inicialmente realizado no circuito de rua da Thomson Road no final dos anos 60/ início dos anos 70, com as corridas seguindo as regras da ‘Fórmula Libre’.

Após uma ausência de mais de 40 anos, o evento voltou à tona e tornou-se parte do Campeonato Mundial de Fórmula 1 pela primeira vez.

A corrida de 2008 marcou a primeira corrida da história da F1 a ser realizada com iluminação artificial, estabelecendo-se como a corrida noturna do campeonato.

Este ano marca o 10º aniversário do evento – que é inevitavelmente lembrado pelo escândalo do ‘Crashgate’ – com a corrida permanecendo até 2021 no calendário, sob o contrato atual.

 

Características do Circuito da Marina Bay

A alta temperatura ambiente e a umidade fazem de Singapura um dos maiores desafios do ano para os pilotos – e isso sem levar em consideração o sinuoso circuito com 23 curvas.

Várias dessas curvas do Circuito da Marina Bay Street são curvas de 90 graus em velocidade média-baixa, com as 61 voltas do grande prêmio se aproximando do tempo limite de corrida de duas horas.

As melhores chances de ultrapassagem são normalmente nas curvas 7 e 14, e no final da Raffles Boulevard e Esplanade Drive, respectivamente.

“A corrida é um grande teste para o físico”, diz Sergio Perez, da Force India. “Quando você está no carro, é difícil respirar e você acaba suando muito. Nos dias que antecedem a corrida eu treino em condições mais difíceis que posso para me acostumar com isso.

“A corrida é também a mais longa do ano em termos de tempo no cockpit, por isso a habilidade é importante. A melhor preparação é dormir bem e manter-se hidratado. A programação diferente torna isso um pouco ‘estranho’, especialmente no início da semana, mas depois de alguns dias em Singapura isso não é mais problema”.

 

GP de Singapura de 2017: Hamilton vence em Cingapura e abre caminho para o título

Em 2017, uma chuva pesada pré-corrida resultou no primeiro Grande Prêmio de Singapura no molhado – e teve um impacto dramático no resultado não apenas do evento, mas também no título.

Sebastian Vettel, Max Verstappen e Kimi Raikkonen brigavam pela liderança logo após a largada, mas se encontraram e bateram antes mesmo da primeira curva.

Verstappen e Raikkonen sofreram uma colisão secundária quando seus carros fora de controle deslizaram para a curva 1, tirando também Fernando Alonso, enquanto Vettel rodou com seus próprios fluídos hidráulicos duas curvas mais tarde e abandonou a corrida.

Lewis Hamilton passou por Daniel Ricciardo no início e herdou a liderança quando seus rivais entraram em confronto antes de dominar a corrida, que foi reduzida para 58 voltas devido ao limite de tempo.

A vitória de Hamilton foi a sua terceira em torno das ruas da Marina Bay, tendo também vencido em 2009 e 2014, com seu rival ao título, Vettel, vencendo entre 2011 e 2013 e em 2015.

Alonso venceu em 2008 e 2010 e Nico Rosberg em 2016.

 

Outros detalhes importantes

Vettel leva a melhor também nas pole positions. O placar está 4-3 em favor do alemão. Vettel em 2011, 2013, 2015, 2017 enquanto Hamilton largou da pole em 2009, 2012 e 2014, quanto Alonso (2010) é o único outro piloyo a largar na pole do grid atual.

Hamilton chega em Singapura com 30 pontos de vantagem na classificação, depois de ter vendido a dupla da Ferrari em Monza, enquanto Vettel se recuperou de uma péssima primeira volta para terminar na P4.

É a maior vantagem que se tem um sobre o outro em qualquer etapa deste ano.

Na briga pelos Construtores, a Mercedes detém 25 pontos de vantagem sobre a Ferrari.

Os compostos usados serão os hipermacios (rosa), ultramacios (roxo) e supermacios (vermelho) para uma corrida tipicamente conhecida pela alta degradação dos compostos traseiros.

Os pneus ultramacios e supermacios devem ser usados em longos stints na corrida, levando em consideração que as condições secas prevalecerão.

Haverá duas zonas de DRS, cada uma com seu próprio ponto de detecção, com uma localizada ao longo do ‘Raffles Boulevard’ e outra na retas dos boxes.

A previsão do tempo é de boa para todo o final de semana em Singapura. Temperatura ambienta na média dos 29 ºC.