Ferrari precisa “desafiar o impossível”

A Ferrari precisa “desafiar o impossível”, se quiser bater a Mercedes na batalha pelo título deste ano, isso de acordo com Maurizio Arrivabene.

Um GP do Japão, cheio de erros, tanto da equipe quanto de Sebastian Vettel, terminou com o alemão num decepcionante sexto lugar no domingo.

Com o seu rival ao título, Lewis Hamilton, vencendo a corrida, Vettel está agora com 67 pontos de desvantagem para o inglês.

A matemática diz que Hamilton pode levar o título já na próxima corrida na América, ele só precisa superar Vettel por oito pontos.

A Ferrari está determinada a não permitir isso, pelo menos por enquanto.

“É fácil ser pragmático”, disse Arrivabene à Sky Sport.

“Sábado tivémos um problema que todos já sabem, mas como eu já disse muitas vezes, fiquei um pouco desapontado, mas ganhamos e perdemos juntos”.

“Eu tenho que dizer sobre a corrida, que as equipes e os pilotos reagiram muito bem”.

“Tivemos circunstâncias durante a corrida, que nos impediram de alcançar o pódio”.

“Agora, sobre as futuras corridas, sei que parece impossível, mas no nosso trabalho, às vezes desafiamos o impossível, e é isso que vamos fazer nas quatro próximas corridas”, concluiu Arrivabene.