Dados da Pirelli indicam que a Ferrari é a mais rápida

Depois que a Pirelli revelou as diferenças de tempo entre os diferentes compostos de pneus, a primeira tabela de tempos dos testes, mostra a Ferrari como a primeira colocada.

O fabricante de pneus italiano trouxe cinco compostos diferentes para o Circuito da Catalunha para os testes de pré-temporada, que vão desde o pneu mais duro o C1 até o mais macio C5.

É a Renault que está no topo da classificação oficial após os primeiros quatro dias de testes, cortesia de Nico Hulkenberg com 1: 17.693 na última sessão da tarde, usando o C5.

A Toro Rosso e a Alfa Romeo seguem com os próximos tempos mais rápidos, então a dupla, Valtteri Bottas e Lewis Hamilton da Mercedes ocupa P6 e P7, respectivamente na tabela de tempos.

Charles Leclerc e Sebastian Vettel, da Ferrari, estão em seguida na lista com Lando Norris, da McLaren, completando o top 10:

1. Nico Hulkenberg Renault 1: 17.393 C5
2. Alexander Albon Toro Rosso 1: 17.637 C5
3. Daniil Kvyat Toro Rosso 1: 17.704 C5
4. Kimi Raikkonen Alfa Romeo 1: 17.762 C5
5. Daniel Ricciardo Renault 1: 17.785 C5
6. Valtteri Bottas Mercedes 1: 17.857 C5
7. Lewis Hamilton Mercedes 1: 17,977 C4
8. Charles Leclerc Ferrari 1: 18.046 C3
9. Sebastian Vettel Ferrari 1: 18.161 C3
10. Lando Norris McLaren 1: 18.431 C4

Mas, usando as tabelas de tempo da Pirelli como um guia provisório, um ranking de pneus corrigido para a opção C5, mostra a Ferrari disparando para o topo da classificação e para a casa do 1:16.

“Ainda é cedo, mas até agora os pneus parecem estar se saindo largamente como esperávamos, com uma diferença de desempenho de cerca de 0,6 a 0,7 segundos entre cada composto”, disse Mario Isola, diretor de corridas de F1 e de carros da Pirelli.

“Em mais detalhes, é algo em torno de 0,6 segundo entre o C2 e o C3 até agora, e aproximadamente a mesma diferença entre o C3 e o C4, que foram os pneus mais usados nesta sessão.”

Portanto, supondo que haja um intervalo de 1,2 segundo entre o C3 e o C5, o quadro de tempos atualizado, ficaria assim:

1. Charles Leclerc Ferrari 1: 16.846
2. Sebastian Vettel Ferrari 1: 16.961
3. Antonio Giovinazzi Alfa Romeo 1: 17.311
4. Romain Grosjean Haas 1: 17.363
5. Lewis Hamilton Mercedes 1: 17.377
6. Nico Hulkenberg Renault 1: 17.393
7. Kevin Magnussen Haas 1: 17.520
8. Pierre Gasly Red Bull 1: 17.580
9. Max Verstappen Red Bull 1: 17.587
10. Alexander Albon Toro Rosso 1: 17.637

É claro que esses tempos não devem ser estabelecidos como se eles não refletissem todas as outras variáveis desconhecidas, como cargas de combustível e modos de motor.

Mas isso serve como mais um lembrete de que ainda não vimos nada, e é muito mais do que provável que as coisas possam mudar até a qualificação na Austrália.

 

Confira os últimos vídeos do canal da F1MANIA no YouTube – ePRIX DA CIDADE DO MÉXICO | Melhores Momentos | FÓRMULA E 2018/19 – 4ª etapa

 

F1 2019 | HAAS VF-19 e ALFA ROMEO C38 são apresentados em Barcelona:

 

F1 2019 | Ferrari apresenta SF90 vermelha e preta fosco:

 

F1 2019 | MCLAREN apresenta o MCL34:

 

F1 2019 | Racing Point apresenta seu carro para a Fórmula 1:

 

F1 2019 | Red Bull apresenta RB15 ‘roxo, preto e vermelho’:

 

F1 2019 | Mercedes apresenta nova pintura para o W10:

 

F1 2019 | Renault apresenta o R.S.19:

 

“F1 2019 | Toro Rosso apresenta o STR14”:

 

FÉRIAS F1MANIA | Pilotamos uma FERRARI 488 GTB no SPEEDVEGAS: