Cinco grandes erros de Sebastian Vettel que podem ter lhe custado o pentacampeonato em 2018

Muitos acreditavam que seria o ano de Sebastian Vettel, com o alemão faturando seu pentacampeonato na Ferrari. Pelo menos até a tarde de domingo, na casa de Vettel, no Grande Prêmio da Alemanha.

Hoje, encarando mais uma derrota no último GP japonês, Vettel encara a perspectiva real de perder o título mundial para Lewis Hamilton – e com três corridas de antecedência.

A pergunta é: o que acontece de errado e quem foram os culpados? A Ferrari tem alguma responsabilidade, uma vez que os erros de estratégia da equipe de Marenello afetaram a motivação do piloto de 31 anos. No entanto, seus próprios erros que foram mais relevantes, custou caro e pode ter sido o fator decisivo.

Vettel cometeu cinco “grandes erros” em 2018:

 

1- GP da França – colisão com Bottas depois da largada, penalizado

Vettel chegou em Paul Ricard um ponto à frente de Hamilton, começando o GP da terceira posição no grid com Lewis Hamilton na pole. Bottas separava os protagonistas do campeonato.

Hamilton fez uma ótima largada, enquanto Vettel tentou atacar Bottas. Em diz disso, ele acertou o carro do finlandês, danificando os dois carros.

Vettel recebeu uma penalidade de cinco segundos e terminou a corrida na P5. Hamilton venceu e abriu 14 pontos de vantagem na liderança do mundial.

Foto: GERARD JULIEN / AFP

 

2- GP da Áustria – bloqueio em Sainz na qualificação, penalidade no grid de largada

Erros na qualificação podem ser tão cruciais quantos os das corridas, e Vettel descobriu isso no Grande Prêmio da Áustria, no Red Bull Ring.

Ele foi punido pelos comissários por bloquear Carlos Sainz com a explicação de “Eu não o vi” não sendo aceita. Sainz foi forçado a evitar o contato com Vettel diminuindo a velocidade no traçado de corrida.

O alemão, que largaria na P3, foi rebaixado para sexto e conseguiu recuperar-se apenas para terceiro na corrida.

Sebastian Vettel (Ferrari) - GP da Áustria
Foto: AFP PHOTO / ANDREJ ISAKOVIC

 

3- GP da Alemanha – bateu enquanto liderava, abandonou a corrida

Talvez o maior erro da temporada, não porque lhe custou 25 pontos, mas deu a vitória inesperada para Hamilton, iniciando uma série espetacular de seis vitórias em sete corridas para o britânico.

Vettel largou na pole e liderava a corrida quando começou chover. Ele cometeu um erro, saiu da pista e parou nas barreiras de proteção. A corrida acabaria para o alemão.

Hamilton abriu 17 pontos de vantagem sobre Vettel. O piloto da Ferrari não recuperou mais a liderança na classificação desde então.

Bottas e Vettel - GP da Alemanha de F1
Foto: Christof STACHE / AFP

 

4- GP da Itália – acertou Hamilton na primeira volta e caiu para trás do grid

Um momento chave no fim de semana italiano foi sem dúvidas a qualificação, onde Kimi Raikkonen colocou sua SF71-H na pole position à frente de Vettel.

O alemão não ficou contente. “Eu não estou feliz como a Ferrari fez as coisas no sábado. Eu deveria largar na pole position. Está claro para mim, tenho que correr contra três carros incluindo meu companheiro de equipe”, disse Vettel ao ‘Ziggo Sport’.

Sem Raikkonen atrás dele para atuar como defensor, Vettel foi atacado por Hamilton na primeira volta. Ao invés de ceder a posição e reconhecer que Hamilton levou vantagem na disputa, Vettel tentou brigar pela posição equivocadamente.

Eles acabaram se tocando, o alemão rodou e cair para o fim do grid. Vettel recuperou-se para a P4, enquanto Hamilton venceu.

Foto: Reprodução/ Sky Sports F1

 

5- GP do Japão – toque com Max Verstappen, caiu para a P19

O desejo de Vettel de ultrapassar Verstappen em vez de esperar que o holandês cumprisse sua penalidade pareceu o “prego no caixão” do campeonato do alemão.

Verstappen, na P3, foi punido com cinco segundos por voltar á pista de forma insegura e acertar Raikkonen. O toque deixou Vettel em quarto, atrás de Verstappen.

Mas ao invés de esperar pela penalização do piloto da Red Bull, Vettel viu uma brecha, tentou, mas errou.

Ele terminou a corrida em Suzuka na sexta posição, com a vitória de Hamilton abrindo 67 pontos de vantagem na classificação do mundial de pilotos, com quatro corridas para o fim.

Vettel x Verstappen - Japão
Foto: Reprodução/ Sky Sports F1