Brawn não acredita em domínio da Mercedes como a Williams fez em 1992

O chefe da Fórmula 1 Ross Brawn não acredita que a Mercedes dominará a temporada de 2019 como a Williams fez em 1992, apesar de ter se tornada a primeira equipe a igualar o recorde de três dobradinhas seguidas desde o time britânico 27 anos atrás.

Lewis Hamilton dominou o GP da China do último domingo, com Valtteri Bottas logo atrás de seu companheiro de equipe – depois de largar na pole no Circuito Internacional de Xangai – para fazer história com a Mercedes.

As Flechas de Prata conseguiram três dobradinhas nas três primeiras etapas de 2019 até agora, algo que não acontecia desde que Nigel Mansell e Ricardo Patrese alcançaram em 1992.

“Era um pacote técnico superior na era da suspensão ativa, na medida em que Mansell levou para casa mais duas vitórias antes que Ayrton Senna fizesse uma de suas performances milagrosas em Mônaco, que momentaneamente interrompeu uma série incrível de vitórias”, disse Brawn durante o final de semana na China.

“No entanto, apesar das estatísticas que estão sendo feitas pela Mercedes, eu não acredito que 2019 seguirá o mesmo roteiro de 1992. As três dobradinhas consecutivas conseguidas por Lewis Hamilton e Valtteri Bottas são definitivamente de uma equipe que é operando com perfeição no momento, com um pacote técnico de alto nível, mas também é justo dizer que é contra uma forte concorrente que foi a Williams em 92.”

 

 

Confira os últimos vídeos do canal da F1MANIA no YouTube – Resumão do fim de semana do GP 1000 de Fórmula 1:

 

ePRIX DE ROMA | Melhores Momentos | FÓRMULA E 2018/19 – 7ª etapa

 

ePRIX DE ROMA – Lucas di Grassi fala sobre sua corrida e os bons pontos somados no Mundial

 

‘GAME OF ROMES’ – Fórmula E lança vídeo baseado na série de sucesso GAME OF THRONES

 

Fórmula 1 anuncia o Brasil como uma das sedes do “F1 Festival” em 2019

 

FÉRIAS F1MANIA | Pilotamos uma FERRARI 488 GTB no SPEEDVEGAS: