Brawn avalia que mudanças aerodinâmicas em 2019 foram positivas

O diretor da F1, Ross Brawn, acredita que as novas mudanças aerodinâmicas nos carros de 2019, são promissoras após a primeira corrida da nova temporada.

A Fórmula 1 introduziu novas regras nesta temporada, para auxiliar as ultrapassagens. Não só os designs das asas dianteiras foram simplificados, removendo-se as peças incrivelmente complexas destinadas a direcionar o fluxo de ar sobre os carros, mas os tamanhos das aletas, também foram reduzidos, enquanto as dimensões das asas traseiras foram aumentadas para melhorar a eficácia do DRS.

Enquanto Albert Park não é conhecido por suas ultrapassagens por qualquer meio, Brawn diz que a primeira corrida foi um sinal positivo, já que o calendário da F1 segue para circuitos mais tradicionais.

“A julgar pelo número de ultrapassagens na corrida, 14 este ano (6 sem DRS) comparado a três em 2018, os sinais iniciais são encorajadores, especialmente quando separados das ultrapassagens reais, vimos algumas batalhas emocionantes”, disse ele à mídia. depois da corrida.

“Claramente, isso não foi tudo por causa da nova aerodinâmica, já que o desempenho das equipes do pelotão intermediário, aumentou dramaticamente. No entanto, vários pilotos disseram que os carros se comportaram mais neutros quando seguiam outro, quando comparado aos anos anteriores”.

“Aqui também, a pista australiana não é o teste mais preciso, então eu prefiro esperar pelo menos mais três corridas antes de tirar qualquer conclusão. No entanto, os primeiros sinais são encorajadores”, completou.

 

Confira os últimos vídeos do canal da F1MANIA no YouTube – ePRIX DE HONG KONG | Melhores Momentos | FÓRMULA E 2018/19 – 5ª etapa

 

F1 2019 | Ferrari apresenta SF90 vermelha e preta fosco:

 

F1 2019 | MCLAREN apresenta o MCL34:

 

F1 2019 | Red Bull apresenta RB15 ‘roxo, preto e vermelho’:

 

F1 2019 | Mercedes apresenta nova pintura para o W10:

 

FÉRIAS F1MANIA | Pilotamos uma FERRARI 488 GTB no SPEEDVEGAS: