Arrivabene mantém Ferrari na luta após Marchionne, diz Wolff

Toto Wolff, chefe da equipe Mercedes, acredita que Maurizio Arrivabene será fundamental para manter a luta da Ferrari pelo campeonato da Fórmula 1.

Após o trágico falecimento do CEO da Ferrari, Sergio Marchionne, que teve um grande papel em reviver a Ferrari na F1, o chefe austríaco afirma que Arrivabene vai ser o novo guia da Scuderia italiana.

Falando ao ‘La Gazzetta dello Sport’, Wolff disse que Marchionne era uma figura incrivelmente importante para a Ferrari, depois de levar a equipe de um período sem vitórias para a luta contra a Mercedes.

“Marchionne deu muito para Maranello. Sua morte é uma grande perda. Ele teve a voz mais poderosa nas reuniões, no grupo de estratégia e nas negociações. É impossível substituí-lo”, respondeu Wolff.

John Elkann é o encarregado de assumir o posto do antigo CEO, no comando do grupo FCA e Ferrari. Mas Wolff acredita que Arrivabene, chefe da equipe de Maranello, vai ser fundamental nos próximos meses, para garantir que as aspirações de título da Ferrari.

“Maurizio e Mattia (Binotto) e todo o grupo querem ter certeza de que a equipe de Fórmula 1 tem a garantia de continuar como no passado.

“Maurizio esteve na maioria das conversas e representa a equipe no grupo de estratégia, portanto, ele estará pronto para acelerar rapidamente. Mas, claro, havia apenas um Sergio Marchionne.

“Maurizio fornecerá ao novo homem muito conhecimento e informação, então eu acho que ele alcançará rapidamente”, detalhou Wolff.