Abiteboul afirma que a escolha da estratégia fez a Renault parecer mais fraca

Daniel Ricciardo marcou seus primeiros pontos na Fórmula 1 pela Renault, no GP da China no domingo, mas a equipe parecia estar muito atrás de onde gostaria de estar.

Pierre Gasly, o adversário mais próximo de Ricciardo, teve tempo suficiente para fazer um pitstop e voltar confortavelmente para o mesmo lugar em que estava, e com isso, marcou o ponto pela volta mais rápida da corrida. Enquanto isso, Nico Hulkenberg abandonou pela segunda vez em duas corridas.

A volta mais rápida de Ricciardo foi a 16ª mais rápida de todas, mas Cyril Abiteboul acredita que essa falta de ritmo se deve à estratégia de apenas uma parada em que o australiano estava.

“Eu acho que foi um desempenho mais sólido do que parece. Foi extremamente desafiador fazer o trabalho de apenas um pitstop, começando no composto macio”, disse Abiteboul ao motorsport.com.

“Nós sabíamos que qualquer um do P11 em diante estaria começando com os médios, e os cinco primeiros estariam começando também com os médios, não havia sentido em tentar fazer coisas malucas, só tentando observar Gasly neste momento. Por isso o P7 foi o objetivo e conseguimos isso.”

“Eu não queria um único pitstop por causa disso, porque eu sabia que o nosso ritmo pareceria ruim. Mas ficou muito claro para os nossos estrategistas que uma parada dupla não funcionaria para nós, então tivemos que fazer o trabalho de apenas uma, e funcionou”, concluiu.

 

 

Confira os últimos vídeos do canal da F1MANIA no YouTube – Chegou o GP 1000 da Fórmula 1:

 

ePRIX DE ROMA | Melhores Momentos | FÓRMULA E 2018/19 – 7ª etapa

 

ePRIX DE ROMA – Lucas di Grassi fala sobre sua corrida e os bons pontos somados no Mundial

 

‘GAME OF ROMES’ – Fórmula E lança vídeo baseado na série de sucesso GAME OF THRONES

 

Fórmula 1 anuncia o Brasil como uma das sedes do “F1 Festival” em 2019

 

FÉRIAS F1MANIA | Pilotamos uma FERRARI 488 GTB no SPEEDVEGAS: