Schumacher coloca rivais em alerta após treino

Michael Schumacher, da Ferrari, deixou seus adversários em alerta na sexta-feira depois de pulverizar o recorde da pista durante os treinos para a primeira prova da temporada, o Grande Prêmio da Austrália.

Apesar de quase bater contra uma parede, o hexacampeão mundial melhorou em mais de um segundo o recorde da pista que havia sido registrado por Rubens Barrichello.

Com as novas regras que forçam os pilotos a usar apenas um motor durante todo o fim de semana, as principais equipes limitaram o tempo que ficaram na pista. Mas ainda assim a performance de Schumacher se destacou e ele é mais uma vez o piloto a ser derrotado.

“Estou feliz com a performance do carro, dentro das nossas expectativas após os testes de inverno”, disse Schumacher.

“Mas não devemos considerar muito os tempos pois é muito cedo para dizer se essa é uma imagem real da ordem entre as equipes. De fato, duvido que seja”.

Schumacher fez o tempo de 1:24.718, melhorando a marca de 1:25.843 que Barrichello fez em 2002, quando a Ferrari venceu 15 das 17 corridas.

Barrichello ficou com o segundo melhor tempo na sexta-feira, 0s018 atrás do companheiro de equipe. O italiano Jarno Trulli, da Renault, terminou as duas sessões em terceiro, mais de um segundo atrás de Schumacher.

Jenson Button foi o quarto mais rápido com a BAR, reforçando as grandes expectativas sobre a sua equipe em um dia que refletiu os resultados dos testes mais recentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *