Montoya fica insatisfeito após treinos para o GP da Austrália

Juan Pablo Montoya, que abandonou uma entrevista quando dois comediantes brincaram com ele, não estava também para piada na sexta-feira depois de terminar em sétimo a segunda sessão de treinos para o Grande Prêmio da Austrália.

Montoya, sexto na primeira sessão, terminou 0s7 atrás de Ralf Schumacher, seu colega na Williams e bem atrás das Ferraris de Michael Schumacher e Rubens Barrichello.

“Essa provavelmente não foi o melhor resultado que eu estava esperando”, disse Montoya.

Montoya terminou o campeonato do ano passado em terceiro lugar, e quer disputar diretamente o título mais uma vez neste ano, antes de trocar a Williams pela McLaren.

Ele afirmou que ficou bem claro depois de apenas um dia que a Ferrari continua sendo a equipe a ser vencida.

“Temos agora trabalho a fazer para diminuir a diferença em relação aos pilotos da Ferrari, que foram muito rápidos hoje”, disse ele.

Ralf Schumacher explicou que a Williams usou os treinos de sexta-feira principalmente para testar seus pneus visando a classificação de sábado, quando ele espera ver uma grande melhora.

“Nós conseguimos completar nosso programa hoje e, mais importante que isso, fizemos nossa escolha de pneus como exigem as novas regras”, disse ele.

“Não corremos muito de manhã por causa das más condições da pista, mas estou bem confiante de que poderemos melhorar, mesmo que a diferença para a Ferrari pareça ser bem grande”.

Com as equipes agora forçadas a usar o mesmo motor durante o fim de semana todo, a confiabilidade tornou-se uma preocupação tão grande quanto a velocidade. O engenheiro-chefe de operações da Williams, Sam Michael, disse que os primeiros sinais nessa área são animadores. “Tivemos um primeiro dia razoavelmente bom em relação à checagem de todos os sistemas para a corrida”, disse Michael. “Não tivemos problemas mecânicos e realizamos o programa como planejado”.

“A longo prazo, os carros parecem consistentes e agora vamos trabalhar no acerto para garantir que esteja bem para a classificação”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *