Promotor do GP de Azerbaijão quis evitar um “desastre absoluto” como na Austrália

Ontem foi anunciado que o Grande Prêmio do Azerbaijão foi adiado, e portanto, a temporada de Fórmula 1 de 2020 começará mais tarde do que nunca. Afinal, a primeira corrida deve ser no Canadá, mas com a incerteza em torno do coronavírus, agora é difícil dizer quando a temporada realmente vai começar. O fato de o Grande Prêmio do Azerbaijão ter sido adiado tem a ver com o COVID-19, mas há outra razão.

Na Austrália, tudo estava pronto para começar, mas no último minuto a corrida foi cancelada. Essa foi obviamente a melhor escolha para a saúde pública, significativamente menos para o aspecto financeiro de tudo. Nenhum promotor quer que tenha sido por nada. Uma situação que agora surgiu na Austrália devido ao cancelamento de última hora.

O promotor do Grande Prêmio do Azerbaijão quer evitar essa situação, e foi também por isso que adiou a corrida. Arif Rahimov, CEO da organização de corrida no Azerbaijão, disse para a Racer: “Se você tem um precedente, é mais fácil trabalhar, porque todos entendem a dor que você está passando”.

“Eu realmente quero dizer que não acho que nenhum promotor deva estar em uma situação em que os promotores australianos estiveram. Sinto muito por Andy Westacott (CEO do Grande Prêmio da Austrália) e sua equipe, que já fez muito de trabalho por nada e resta saber se o Grande Prêmio da Austrália retornará ao calendário ainda em 2020”.

“É absolutamente terrível o que ele passou e cancelar o evento no último minuto é um desastre para o promotor. Há tantos problemas em uma corrida como essa. A Austrália também é um circuito temporário, então eu acho que eles gastam muito tempo, dinheiro e energia construindo a pista”.

“Se no último minuto a decisão de cancelar a corrida precisa ser tomada, é um desastre absoluto. Acho que isso é algo que todo promotor realmente deseja evitar”.

Isso também forma a base para o adiamento do GP em Baku, já que o circuito também é de natureza temporária, e dentro da cidade.

No momento em que a cidade ainda não está construindo, eles queriam estar à frente. “Tomamos a decisão antes de construir qualquer coisa do circuito. Foi um dos pontos principais em nosso prazo interno que estabelecemos. Realmente queremos ter certeza de que não teremos despesas desnecessárias”.

“Seria um desastre completo se gastássemos todo o dinheiro na construção de um circuito e depois não corrêssemos”, disse Rahimov, indicando que eles normalmente começam a construir em meados de março. Eles adiaram isso por uma semana para tomar a decisão, e no último minuto eles tomaram a decisão.

 

Quer assistir ao vivo às corridas da Indy e Superbike? Acesse http://f1mania.vc/4K e experimente a DAZN grátis por 1 mês!

Receba as notícias da F1Mania pelo WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/BQtadYchtfv68j9KFJoV3M

Siga-nos nas redes sociais:
Twitter – https://twitter.com/sitef1mania
Facebook – https://www.facebook.com/sitef1mania
Instagram – https://instagram.com/sitef1mania

Inscreva-se em nosso canal no YouTube: https://www.youtube.com/user/f1mania?sub_confirmation=1

 

Está no ar o Episódio #6 do Podcast F1Mania Mundo Afora – Igor Fraga na Red Bull, testes promissores de Eric Granado e mais. A análise é dos jornalistas especializados em esporte a motor Alexander Grünwald, Felipe Giacomelli e Leonardo Marson. Ouça:

 

Ouça no Spotify – https://f1mania.vc/auV
Ouça no Google Play Music – https://f1mania.vc/auU
Ouça no Deezer – https://f1mania.vc/auX
Ouça no iTunes – https://podcasts.apple.com/us/podcast/f1mania-podcast/id1496336264

 

Confira os últimos vídeos do canal da F1MANIA no YouTube: ​@Fórmula Grün – Alexander Grünwald: Coronavírus cancela o GP da Austrália

 

Felipe Drugovich fala sobre carreira e expectativas para a temporada de estreia na F2:

 

ePRIX DE MARRAQUEXE 2020 | MELHORES MOMENTOS:

 

F1Mania visita homenagens a Ayrton Senna em Ímola:

 

Fórmula 1 faz tributo à Ayrton Senna no Parque do Ibirapuera: